1 dezembro 2020, 16:24
Reprodução

Moderna: vacina experimental apresenta eficácia de 94,5%

A farmacêutica americana Moderna anunciou, nesta segunda-feira (16), que sua vacina experimental contra a covid-19 apresentou eficácia de 94,5% em resultados iniciais da fase 3 dos testes clínicos. Na semana passada, os laboratórios Pfizer e BioNTech também haviam informado que seu potencial imunizante para o coronavírus se mostrou 90% efetivo. A Rússia, por sua vez, afirmou que sua vacina experimental, conhecida como Sputnik V, registrou 92% de eficácia.

“Este é um momento crucial no desenvolvimento de nossa candidata a vacina para covid-19”, disse o CEO da Moderna, Stéphane Bancel. “Desde o início de janeiro, temos perseguido esse vírus com a intenção de proteger o maior número possível de pessoas ao redor do mundo”, acrescentou.

Os dados apresentados hoje são de testes realizados com 30 mil pessoas. Os resultados mostraram que 90 voluntários que receberam injeções de placebo contraíram a covid-19, enquanto apenas 5 que receberam a vacina ficaram doentes. Essa proporção de 94,5% de eficácia, porém, ainda pode mudar quando a contagem final for feita nas próximas semanas.

A Moderna afirmou, no entanto, que suas vacinas podem ser armazenadas por até 30 dias, em refrigeradores, e que a vacina se mantém integra até 12 horas em temperatura ambiente. Em suma no Brasil não há no momento nenhum acordo com a farmacêutica Moderna para compra e distribuição do imunizante.

(Com informações: UOL)

 

Veja também: Funtrab inicia semana com oferta 1.571 vagas

Veja também

Covid: OMS reconhece queda de novos casos na Europa, mas pede cautela

Para a organização, qualquer avanço pode ser rapidamente perdido A Organização Mundial da Saúde (OMS) comemorou nesta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *