26 fevereiro 2021, 20:13
Crédito: Divulgação

Ex-vereador se passa por integrante de Barbosinha

Em Dourados, o ex-vereador Carlinhos Cantor, presidente municipal do Partido Liberal (PL), foi intimado pela Justiça Eleitoral e confessou ter se passado por membro da campanha do Democratas, do candidato Barbosinha, para fazer contratações falsas de cabos eleitorais pelo telefone. A divulgação do caso ocorreu na terça-feira (4) com troca de acusações entre os candidatos Barbosinha e Alan Guedes (PP), que tem como candidato a vice-prefeito o doutor Guto, do PL de Carlinhos.

Tanto um quanto outro acusam campanhas de “fazer a velha política” para se eleger. Carlinhos Cantor teve de comparecer à presença do juiz eleitoral César de Souza Lima, da 18ª Zona Eleitoral de Dourados, depois de usar um telefone celular para simular contratações de cabos eleitorais em nome do candidato José Carlos Barbosinha (DEM). A campanha de Barbosinha afirma que Carlinhos Cantor é um dos principais coordenadores de campanha do candidato concorrente Alan Guedes, do PP.

O juiz eleitoral alertou que Carlinhos cometeu crime eleitoral e deixou claro que ele poderá responder por falsidade ideológica, já que contratou em nome de Barbosinha. A fraude eleitoral também pode ser investigada no âmbito criminal pela Polícia Federal, uma vez que, além da falsidade ideológica, também se configura estelionato.

Confira a notícia completa aqui, em nossa versão digital

(Texto: Andrea Cruz)

Veja também

Presidente do Inep é exonerado do cargo

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *