26 fevereiro 2021, 21:02
Foto: Valentin Manieri

Laís Paulino quer defender pessoas com deficiência

Laís Paulino (PSDB), 32 anos, é bacharel em direito e quer ser candidata a vereadora para representar as pessoas com deficiência. Intérprete de libras, a candidata está pela segunda vez concorrendo a um cargo no Legislativo. Da última vez conseguiu 1.395 votos pelo DEM. Ela também quer representar as mulheres. Virou tucana a convite de Carlos Alberto de Assis e o vereador e presidente do partido municipal, João Cesar Matogrosso.

A decisão de ser intérprete de libras foi política para ajudar na inclusão da irmã. “Em 2016, quando me candidatei pela primeira vez, foi para ajudar todas as pessoas com deficiência. Quero ser vereadora pela acessibilidade e pelo empoderamento da mulher na política. Temos que fazer um trabalho e uma caminhada para incluir a mulher na política”, explicou.

Ela quer ajudar o próximo e fazer a diferença em Campo Grande. “Cresci vendo a dificuldade das pessoas com deficiência. Fiz o curso de libras por causa da minha irmã que é surda. Decidi ser vereadora por ela. Quando ela tinha sete meses tomou uma injeção errada e quase morreu. A sequela foi a surdez. A única solução para entendê-la era libras, a língua brasileira de sinais. Por isso, para a ajudar na comunicação dela, tanto no dia a dia quanto nos afazeres me tornei intérprete de libras”, destacou.

(Rafael Belo)

Veja também

Presidente do Inep é exonerado do cargo

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *