28 fevereiro 2021, 4:52
Divulgação

Senador Chico Rodrigues pede licença por 90 dias

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado escondendo mais de R$ 30 mil na cueca, pediu licença de 90 dias na manhã desta terça-feira, 20. A decisão foi comunicada ao Senado. Com a medida, a expectativa no Senado é de que o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) não julgue a decisão individual do ministro Luís Roberto Barroso, que determinou afastamento de Rodrigues por 90 dias. O julgamento está previsto para esta quarta-feira, 21.

Dessa forma a tendência era que o Plenário do STF confirmasse o afastamento do senador decidido pelo ministro Luís Roberto Barroso, um dia depois de Rodrigues ter sido flagrado pela Polícia Federal com R$ 33.150 na cueca – além de R$ 10 mil e US$ 6 mil guardados em um cofre.

Até então o senador é suspeito de participar de um esquema de desvio de recursos destinados ao combate à covid-19. Desde que o escândalo veio à tona, após a operação da PF e da Controladoria-Geral da União identificar irregularidades na aplicação de emendas parlamentares, o presidente Jair Bolsonaro procura se desvencilhar do antigo aliado, que era vice-líder do governo no Senado e perdeu o posto.

Em suma pelo regimento do Senado, a substituição de Chico Rodrigues pelo primeiro suplente, que é seu filho, Pedro Rodrigues (DEM-RR), só ocorreria se a licença fosse superior a 120 dias.

 

(Com informações: Notícia ao minuto)

Veja também: Brasil deve entrar na OCDE em um ano, prevê Guedes

Veja também

MP de Privatização da Eletrobras recebe 570 emendas de parlamentares

Texto foi entregue por Bolsonaro ao Congresso na terça-feira Deputados e senadores apresentaram 570 emendas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *