25 novembro 2020, 17:45
Crédito: Divulgação

Mais de 43% dos cursos superiores têm nota ruim no Enad

A última edição do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enad), revela que mais de 40% dos cursos superiores de instituições particulares de ensino (com e sem fins lucrativos) tiveram desempenho considerado ruim na última edição (2019).

 Entre universidades federais, essa taxa foi de 5,3%. Entre as estaduais, 11,3%. Os resultados são referentes ao Conceito Enade, indicador calculado a partir do desempenho dos estudantes no Enade, uma avaliação do governo federal realizada por alunos que estão concluindo o ensino superior. Os dados foram divulgados hoje pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

O Conceito Enade possui uma escala de 1 a 5. As faixas 1 e 2 são consideradas ruins por estarem abaixo da média na avaliação. Para esta análise, foram considerados os 8.188 cursos de instituições públicas e privadas que tiveram o desempenho divulgado. No ano passado, 2.691 dos 6.191 cursos de instituições particulares avaliados pelo Enade e que tiveram o desempenho divulgado ficaram nos conceitos 1 e 2 —o equivalente a 43,5%. Outros 41,7% dos cursos avaliados nas instituições particulares ficaram com o conceito 3, enquanto 13,4% foram classificados no conceito 4. Apenas 1,5% alcançou o conceito máximo.

Veja também: Brasil deve entrar na OCDE em um ano, prevê Guedes

Veja também

Contas externas têm saldo positivo de US$ 1,47 bilhão

As contas externas registraram saldo positivo em outubro pelo terceiro mês seguido, informou hoje (25), …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *