28 fevereiro 2021, 14:32
Foto: Valentin Manieri

Baixa procura por testes em postos surpreende Sesau

Com o fechamento do polo do Parque Ayrton Senna, as unidades de saúde selecionadas para realizar o teste swab não estão coletando nem 20 exames por dia, número muito abaixo das expectativas de demanda da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública). Dos 71 postos, 12 estão fazendo o procedimento e, de acordo com a pasta, cada unidade tem feito, em média, 1,33 testes por dia, ou seja, 16 coletas no total. O objetivo da saúde era realizar, por dia, de 300 a 400 testes swab com a descentralização do atendimento para os postos.

Do dia 28 de setembro até o dia 7 de outubro foram realizados 224 coletas de swab. Essa era a média diária de exames feitos no polo de atendimento nos meses de pico da doença, entre junho e agosto. A superintendente de Assistência em Saúde do município, Ana Paula Resende, acreditava que com a descentralização do polo de atendimento, o número de testes iria aumentar e não diminuir.

“Foi uma surpresa para nós essa demanda pequena, até porque os critérios para realização do exame continua o mesmo, estamos fazendo o teste em todos os pacientes que apresentam sintomas do coronavírus. Mas, a procura por atendimento também tem apresentado uma redução tanto nas unidades, quanto nos UPAs [Unidades de Pronto Atendimento] e, com isso, diminui a testagem, como consequência”, explicou.

Queda na demanda do teste rápido

O teste rápido também apresentou queda na demanda. Assim que começou a ser realizado nas 71 unidades de saúde da Capital, no dia 15 de julho, eram feitos 500 exames no total, por dia. Hoje, são realizados 100 testes. “Tem duas semanas já que a quantidade de testes rápidos caiu drasticamente, em média, estão sendo realizados apenas sete exames por unidade”, ressaltou.

O Polo de Atendimento do Parque Ayrton Senna encerrou as atividades no dia 30 de setembro e a redução no atendimento foi o principal motivo para desativação do polo porque, segundo a secretaria, as unidades conseguiram absorver a demanda sem causar impactos. Os atendimentos no polo começaram no dia 10 de abril e até o dia 28 de outubro foram realizados 36.137 procedimentos, entre consultas, realização de teste rápido e swab.

Unidades com atendimento

As unidades que fazem o swab são: USFs (Unidades de Saúde da Família) do Batistão, Parque do Sol, 26 de Agosto, Tiradentes, Dona Neta, Moreninha, Vila Nasser, Oliveira, Nova Bahia, São Francisco, Aero Itália e Albino Coimbra. Os exames são realizados das 7h às 8h, de segunda a sexta-feira, com horário marcado.

“O paciente pode ir em qualquer uma das 71 unidades para passar por atendimento, ele só será encaminhado para uma das 12 se ele tem o prazo necessário, no caso, estar do terceiro ao oitavo dia de sintomas para realizar o swab. O agendamento é feito na hora, na própria unidade”, salientou. O resultado do exame também está saindo mais rápido, segundo a superintendente, em no máximo 72 horas. Antes o prazo era de no mínimo cinco dias.

 

(Texto: Rafaela Alves)

Veja também: Onda de calor perde força a partir desta sexta-feira

Veja também

Ocupação de UTIs chega ao pior nível da pandemia, diz Fiocruz

A ocupação das unidades de terapia intensiva dedicadas a infectados pelo novo coronavírus no país …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *