2 março 2021, 3:19
Reprodução/Internet

Bolsonaro reage e diz que Kassio Nunes está ‘100% alinhado’

Presidente ressaltou que o desembargador tem perfil conservador e que ele vai votar contra a descriminalização do aborto no STF

Após as críticas à indicação do desembargador Kassio Nunes como novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) se intensificarem neste fim de semana, o presidente Jair Bolsonaro decidiu ir às redes sociais no domingo (4), para defender a sua decisão.

Segundo o presidente, Nunes está “100% alinhado” com ele e tem perfil conservador. Como prova, escreveu que ele votará contra a ADPF 442, ação que trata da descriminalização do aborto, e que ele é colecionador de armas e “defensor da família”.

Bolsonaro ainda explicitou que a nomeação de Nunes é “completamente sem volta”. Os comentários foram feitos em resposta a um internauta que lhe pediu, em tom de ironia, para nomear o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Supremo.

A crítica do seguidor do presidente não foi isolada. Alguns dos seus apoiadores mais ideológicos passaram o fim de semana criticando a indicação, como o escritor Olavo de Carvalho e a ativista extremista Sara Giromini. Neste domingo, ela escreveu no Facebook que está “cansada” de defender o governo e que não reconhece mais Bolsonaro.

“Não sei mais quem ele é. O homem que eu decidi entregar meu destino e vida para proteger um legado conservador”, escreveu a ativista que foi alvo de ação por injúria e ameaça contra o ministro do STF Alexandre de Moraes.

Ainda hoje, também entrou nos assuntos mais comentados do Twitter uma hashtag que chama Bolsonaro de “traidor”. Campanhas com críticas e elogios a governantes são comuns no mundo todo, mas Bolsonaro costuma se sensibilizar mais pelo debate digital promovido por seus apoiadores. Não parece ser o caso agora com a indicação de Kassio Nunes. Confira outras notícias.

(Com informações: Veja)

Veja também

Nomes para disputa do governo em 2022 já surgem nos bastidores

Articulações começam a ser feitas e partidos dizem ser cedo ainda Entrou o ano e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *