19 outubro 2020, 20:18
Crédito: Reprodução/Internet

Exercícios para melhorar respiração pós-Covid

Especialista ensina atividades respiratórias que podem ser feitas em casa, para pacientes que tiveram a doença, após a alta hospitalar

A recuperação pós-coronavírus (covid-19) pode ser bastante desafiadora por deixar diversas sequelas no sistema pulmonar daqueles que passaram o perrengue de ter contraído a doença. Diante disso, alguns exercícios para fortalecer a respiração e melhorar a capacidade funcional tem sido indispensáveis neste momento.

O fisioterapeuta é um dos profissionais que compõe a equipe multidisciplinar no tratamento de pacientes com a Covid-19 e atua nas disfunções respiratórias causadas pela doença, já que tem papel essencial na manutenção e recuperação da função ventilatória.

De acordo com o professor do curso de Fisioterapia do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande, Rodrigo Koch, nos pacientes que desenvolvem a forma grave da Covid-19, a principal complicação é a disfunção respiratória, além de alterações neurológicas. “Diante disso, o fisioterapeuta vem demonstrando cada vez mais sua importância na área hospitalar, atuando desde as unidades de emergência, Unidades de Terapia Intensiva e nas enfermarias, como parte da equipe multidisciplinar”, destaca o especialista.

O fisioterapeuta atua com o objetivo de minimizar as sequelas relacionadas à imobilidade e redução da capacidade funcional relativas à doença e a própria internação hospitalar devido as complicações da Covid-19.

Conforme explica Rodrigo, entre os benefícios de contar com profissionais especialistas estão a diminuição do tempo de ventilação mecânica de imobilização e a retirada precoce do leito resultando em redução do tempo de internação hospitalar.

“Não só para os fisioterapeutas, mas para todos os profissionais da área de saúde, a Covid-19 está sendo um desafio, tanto no tratamento na fase crítica da doença, como na reabilitação, devido as sequelas”, afirma.

Ainda segundo o professor, no pós-Covid, uma das principais queixas é a sensação de falta de ar, fraqueza e cansaço a pequenos esforços. “Diante dessa situação, o fisioterapeuta tem um papel essencial também na recuperação, através da reabilitação cardiorrespiratória com a utilização de técnicas e exercícios específicos para melhorar a capacidade funcional e ventilatória”, esclarece.

Exercícios respiratórios que podem ser feitos em casa

  • Exercite a respiração normal, inspire pelo nariz uma vez e expire pela boca uma vez. Faça três séries de dez repetições, duas vezes ao dia, com intervalo de um minuto entre as séries;
  • Puxe o ar duas vezes pelo nariz sequencialmente, e solte-o pela boca da mesma forma. Faça duas séries de dez repetições, com intervalo de um minuto entre elas, de manhã e de noite;
  • Amplie o exercício anterior: puxe o ar três vezes pelo nariz sequencialmente, e solte-o pela boca da mesma forma. Faça duas séries de dez repetições pela manhã e noite, com intervalo de um minuto entre elas;
  • Para incentivar o aumento da ventilação, puxe o ar pela boca profundamente e o segure de cinco a dez segundos. Libere o ar de uma vez pela boca, na sequência, de forma rápida;
  • Sente-se, segure uma bola plástica leve entre as mãos e estique os braços para a frente, formando um ângulo de 90 graus com seu corpo. Levante e desça a bola, sempre com o braço esticado, associando o movimento à respiração, puxando o ar pelo nariz e o soltando pela boca. Faça duas séries de dez repetições;
  • Segurando a mesma bola entre as mãos e também sentado, estique os braços para a frente e dobre-os em direção ao tórax, sucessivas vezes e associando o movimento à respiração. Faça duas séries de dez repetições.
  • Em posição deitada, de barriga para cima e com o corpo esticado totalmente, flexione uma das pernas deixando-a apoiada no chão e eleve a outra, contando até cinco. Faça duas séries de dez repetições associando o movimento à respiração, puxando o ar quando a perna sobe e soltando quando desce;

Veja também

Brasil confirma 1º caso de gato infectado por coronavírus

Uma gata de Cuiabá, no Mato Grosso, foi o 1º animal de estimação a ter …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *