20 setembro 2020, 19:05
Crédito: Assessoria/Divulgação

Clube Sesc de Leitura terá debate sobre o livro “O Amante”, de Marguerite Duras

Reunião virtual terá participação da psicanalista Luana Santos

A obra “O Amante”, de Marguerite Duras, será tema de debate no 4º encontro virtual do Clube Sesc de Leitura, que acontece no dia 26 de setembro, às 15h, com presença da psicanalista Luana Santos Silva. A participação é pela plataforma meet (link meet.google.com/ivu-boey-xrb) e é preciso ter ao menos 16 anos. 

“Eu pretendo falar sobre a narrativa sobre Marguerite e o feminino para psicanálise, ou seja, dessa relação principal entre a escrita dela e o feminino. E com isso, espero que cada um possa expressar como essa obra o tocou e o que captou da narrativa”, explica a psicanalista convidada.

Esse é o único circuito literário do Brasil que contempla as diferentes manifestações da palavra falada, debates com autores e produção da escrita, agora sendo adaptada para o formato digital por conta da pandemia do coronavírus (COVID-19). 

A ação, que abrange 24 estados com participação de 40 artistas de todo o país, pretende abarcar as manifestações literárias que remetem, especialmente, à narração de histórias e à veiculação oral da poesia. São vertentes artísticas com larga tradição no país, que constituem os pilares de diversas identidades que vão se reinventando por meio das gerações. “Como profissional acho sempre interessante estar falando sobre as artes. A arte tem uma relação muito íntima com a psicanálise, então, a gente consegue tirar muito dessa relação, por isso, é importante estar falando da literatura e estar nesses espaços de discussão”, diz a profissional. 

“O Amante” 

O livro narra de modo autobiográfico a experiência de Marguerite Duras em sua tumultuada história de amor com um rico comerciante chinês na Indochina pré-guerra. A obra apresenta também sobre seus primeiros anseios em ser escritora e de viver por meio da escrita, reunindo memórias e dramas de uma mulher que desde cedo soube como e o que fazer com sua vida. 

Com isso, a obra já foi ganhadora do Prêmio Goncourt, o mais importante da literatura francesa, tendo mais de 2 milhões e meio de exemplares vendidos apenas na França. 

Marguerite Duras nasceu em Gia Dihn (Vietnã) e é fiha de pais franceses. Foi uma mulher que ocupou lugares importantes na literatura, no cinema e no teatro, se inspirando na psicanálise lacaniana para guiar seu texto. 

Com mais de 40 romances escritos, foi também roteirista, poeta, diretora de cinema e dramaturga. 

Programação 

No dia 28 deste mês está previsto o Circuito de Autores, em um encontro de Cristiano Baldi (RS), que já foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura, com o livro “Correr com Rinocerontes”, e Carlos Eduardo Pereira (RJ), semifinalista do Prêmio Oceanos e finalista do Prêmio São Paulo de Literatura, com o romance “Enquanto os Dentes”. 

De 5 a 9 de novembro haverá o Circuito de Criação Literária com a escritora e fotógrafa paulistana Eli Macuxi. Nos dias 24 a 28 de novembro acontece a Oficina de Formação de Novas Slammers, com foco na construção e performance poética em declamação de poesias autorais para mulheres, com participação da atriz, poeta e realizadora audiovisual Ticiane Simões (AL).

(Texto: Izabela Cavalcanti)

Veja também

Quentinhas do Cinema: A sutileza do acaso nos dramas da vida

O quanto implacável e ocasional pode ser nossa vida? O quanto conseguimos controlar? Às vezes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *