1 outubro 2020, 16:05
Foto: Arquivo Pessoal

Fisioterapia Integrativa promete combater dores e doenças

A proposta é identificar locais que sofreram traumas físicos ou emocionais. Fazer a correção com técnicas manuais, reduzindo-se assim consumo de remédios

Em tempos de pandemia aumentou significativamente o número de pessoas trabalhando em home office, nem sempre com as condições ergonômicas necessárias; crianças com aulas on-line, preocupações econômicas, o que não tem faltado são motivos para estresse além da conta, um dos gatilhos e alimento para o aparecimento de dores.
A saída comum para abreviar o sofrimento são os remédios que muitas vezes são consumidos por automedicação, vez que alguns analgésicos e anti-inflamatórios são vendidos sem receita.

“Um dos problemas do uso incorreto de medicamentos é que ele pode mascarar sintomas de um desequilíbrio mais grave e causar danos em rins, fígado e coração. O sintoma não é a doença. Ele é apenas um sinal, um alerta do seu corpo avisando que algo não está bem.” afirma a fisioterapeuta Graziele Schmidt.

Segundo a especialista entramos numa era em que a medicina está mais focada no estilo de vida equilibrado. Só a escuta atenta do paciente pode orientar a escolha do tratamento ideal – no caso de um câncer, de nada adiantaria fazer massagem ou meditação sem apelar a recursos específicos contra a enfermidade, assim como ficar abusando de medicamentos para analgesia sem encontrar a verdadeira causa da dor pouco adianta também. Cada caso deve ser cuidado e entendido como único.

“Assim como somos indivíduos únicos em nossas peculiaridades, nossos diagnósticos, condições e desequilíbrios também são. Não dá mais para colocar todos na mesma receita de bolo,” diz Graziele.
Atenta a esta tendência, a fisioterapeuta desenvolveu quatro diferentes programas que aliam técnicas convencionais de fisio às técnicas integrativas como Barras de Access, Leitura Biológica e Microfisioterapia, entre outras que procuram colocar o indivíduo como protagonista do seu bem-estar.

“Os tratamentos desenvolvidos dependem da atenção que o paciente dá a si mesmo para a cura proposta.”
Esses métodos alteram a fisiologia do sistema nervoso, frequência cardíaca, fabricação de hormônios e demais fatores que influenciam na intensidade dos desconfortos físicos e têm mostrando bons resultados na luta contra dores nas costas, cabeça, pescoço e joelhos, além de evitarem o abuso dos comprimidos.

Toda técnica integrativa visa melhorar a condição clínica do paciente a partir do conhecimento do próprio corpo. Quando a pessoa entende como seu corpo e suas emoções reagem a certos inconvenientes do dia a dia a prevenção e a ação mais rápida e direta tornam-se sua “arma secreta” para a recuperação e a diminuição das reincidências.

“Quando o paciente entende o que o afeta, do mundo, o que provoca nele os desequilíbrios, ele consegue se prevenir tanto das doenças, quanto das reincidências”.

Serviço 

Os tratamentos são oferecidos no espaço estudado e desenvolvido especialmente para atender aqueles que buscam o bem estar físico e emocional, que fica na Rua das Garças, 1471 – Sala 03. Um local de fácil acesso e clima aconchegante, que tem como objetivo tratar e acolher quem busca o melhor pra si.
Pra quem ficou curioso, quer conhecer mais ainda e até mesmo fazer uma sessão, pode agendar um horário pelo Whatsapp (67) 99262-5565 e instagram @fisiograzieleschmidt.

Veja também

Novos horários para visitas na Santa Casa já estão em vigor

A Santa Casa de Campo Grande divulgou que novos horários de visitas foram implementados na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *