1 outubro 2020, 14:41
Crédito: Divulgação

Simone diz que luta do lugar da mulher permanece árdua

A palavra “empoderamento” ganhou um teor feminista que polarizou as mulheres nesta nova realidade em que a luta por equidade continua árdua. A igualdade de gênero é o termo mais pedido ao tratar da mulher conquistando o próprio espaço na sociedade. Não é diferente com quem foi eleita para um cargo e, mesmo sendo respeitada, luta de maneira desigual quando comparada à mesma função dos homens.

A senadora Simone Tebet (MDB) é uma referência para as pessoas como política e sofre com o mesmo preconceito. Advogada, professora, presidente de sete comissões: Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), Comissão Permanente Mista de Combate à Violência contra a Mulher (CMCVM), Comissão Mista Temporária da Reforma Tributária, Conselho da Ordem do Congresso Nacional (COCN), Grupo Parlamentar Brasil-Arábia Saudita, Grupo Parlamentar Brasil-China e Grupo Parlamentar Brasil- -Países Árabes.

Além disso é coordenadora do Centro- -Oeste na Frente Parlamentar da Renda Básica. Simone reforça que a luta aumenta. “Temos de provar todos os dias que somos tão competentes quanto os homens. É assim no trabalho, é assim na política.

Confira a notícia completa aqui, em nossa versão digital

(Texto: Rafael Belo/ publicado no site por Karine Alencar)

Veja também

Projeto voltado aos servidores com deficiência visual é aprovado

O projeto de lei 159/2020, de autoria do deputado Jamilson Name (sem partido), que prevê …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *