20 setembro 2020, 0:35
Reprodução/Internet

Guedes: Brasil ainda tem um ou dois meses de dificuldades pela frente

O Brasil ainda tem um ou dois meses de dificuldades pela frente, afirmou hoje o ministro da Economia, Paulo Guedes. A declaração foi feita por Guedes durante audiência pública na comissão mista da reforma tributária.

Segundo o ministro, o esforço emergencial em curso no país, com o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 e outras medidas para garantir emprego, devem continuar. Sem dar detalhes da proposta, Guedes ainda declarou que o governo de o auxílio de R$ 600 será reformulado e se transformará no programa Renda Brasil.

As propostas em estudo pelo Ministério da Economia para criar o programa Renda Brasil é unificar o Bolsa Família, o abono salarial, o seguro-defeso e o salário-família.

A ideia do governo é usar os recursos dos quatro programas para criar uma marca social para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), já que o Bolsa Família é uma herança do PT (Partido dos Trabalhadores).

“O Renda Brasil é uma construção que teremos que fazer juntos, o governo com o Congresso. A pandemia revelou algo que nós suspeitávamos. De 106 milhões de brasileiros dentro da população economicamente ativa, 50 milhões estão fora da força formal de trabalho. Desse total, 12 milhões são desempregados e 38 milhões são invisíveis. Isso vai exigir de nós reformas importantes”, disse.

(Texto: Uol Notícias)

Veja também

Confiança do empresário do comércio tem alta em setembro

Texto: Agência Brasil O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela Confederação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *