31 outubro 2020, 6:41
Reprodução/Portal MS

Governo estadual lança campanha “Agosto Lilás” na web

A campanha “Agosto Lilás” será oficialmente lançada no dia 6 de agosto, em live a ser realizada nas redes sociais do Governo do Estado, ocasião em que será feito o anúncio dos projetos que receberão o Selo Social “Prefeitura Amiga da Mulher” e debate sobre violência doméstica contra a mulher e os 14 anos da Lei Maria da Penha

Também no dia 6 de agosto, a subsecretária Luciana Azambuja fará, por meio de uma live na rede social Facebook, um bate-papo sobre violência doméstica contra a mulher, abordando a dificuldade e o medo de denunciar e todas as dúvidas que permeiam a situação de violência, com a modelo, empresária e ativista Luiza Brunet – que foi é natural de Itaporã, Mato Grosso do Sul e que esteve na caminhada de lançamento da Campanha Estadual de Combate ao Feminicídio, em junho/2019, nesta Capital.

Com o foco de combater a violência doméstica e familiar contra a mulher. Instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de divulgar a Lei Maria da Penha, o programa tem o papel de sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.

Em razão da declaração de pandemia pela COVID-19, nesse ano não serão realizados eventos nem encontros presenciais: a campanha será virtual, com lives, workshops, rodas de conversa online, posts nas redes sociais, entrevistas em rádios, sites e jornais; usando da tecnologia, o objetivo é alcançar os 79 municípios sul-mato-grossenses e sensibilizar toda a sociedade, para que se engajem na campanha de prevenção e combate à violência doméstica e familiar contra a mulher.

Seguindo modelo utilizado em várias unidades da federação, o Governo do Estado lançou um vídeo para incentivar as mulheres em situação de violência a denunciarem e procurarem ajuda. “O vídeo é curto para ser repassado por whatsapp e propositadamente não tem som, não tem uma narrativa dos fatos, exatamente para que as mulheres que estejam em casa, ao lado de seus agressores, possam assisti-lo sem chamar a atenção para o conteúdo”, explica a subsecretária Luciana Azambuja.

Encontro

com a participação da convidada Alice Bianchini – advogada, doutora em Direito penal pela PUC/SP, Vice-Presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB/Nacional, Conselheira Federal da OAB por São Paulo, Vice-Presidente da Associação Brasileira de Mulheres de Carreiras Jurídicas – ABMCJ Nacional e autora de vários livros e de artigos publicados em periódicos nacionais e estrangeiros.

Mais

Para maiores informações sobre criação de lei municipal para instituir a campanha “Agosto Lilás” ou receber material para divulgação da campanha, pedimos que entre em contato pelo e-mail: mulheres@segov.ms.gov.br. Nos municípios que possuem OPM – Organismo de Políticas para Mulheres, os materiais serão enviados para as gestoras, a quem caberá a distribuição e veiculação.

(Texto: João Fernandes com assessoria)

Veja também

Senado pede a ministra informações sobre rebanhos no Pantanal

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, foi solicitada nessa quinta-feira (30), por meio da comissão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *