8 agosto 2020, 7:39
Crédito: Divulgação

Campo-grandense vai usar saque FGTS para quitar dívidas

Desde o dia 29 de junho, a Caixa iniciou o pagamento do saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Com o intuito de disponibilizar durante o período de calamidade pública mais de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores brasileiros – R$ 500 milhões para 900 mil sul-mato-grossenses – os pagamentos de até R$ 1.045 serão realizados conforme calendário semelhante ao pagamento do auxílio emergencial.

Nas ruas de Campo Grande, população já sabe onde vai usar o dinheiro: para pagamento de contas atrasadas. Até o momento duas liberações já foram realizadas, a primeira no dia 29 de junho, para os trabalhadores nascidos em janeiro; e a outra no dia 6 de julho, para os beneficiados nascidos em fevereiro.

Cabe lembrar, que neste ano, o calendário é composto por duas datas para cada período de saque, sendo a primeira destinada para a liberação dos valores apenas nas contas digitais, criadas pela própria Caixa no caso daqueles que não a possuam, e a segunda para o resgate dos valores em dinheiro.

Aquele que não quiser receber o saque emergencial pode “Vou pagar contas, vou receber R$ 600 e isso já vai ajudar.” “É um valor que chega em boa hora, já que estou com contas atrasadas.” Como vai usar o dinheiro do saque emergencial do FGTS? Rita Moreira 50 anos – serviços gerais Marcus Roberto 38 anos – eletricista FALA, POVO “Vou pagar dívidas, principalmente o aluguel da minha casa.” “Vou usar para pagar as despesas com a chegada do meu segundo filho.”

Ana Clara 25 anos – atendente de farmácia Elielson Santos 33 anos – analista de sistemas Fonte Reportagem/Michelly Perez Fotos: Valentin Manieri informar a decisão pelo aplicativo do FGTS pelo menos dez dias antes da data prevista para o crédito na poupança social digital. Além disso, também será possível solicitar o retorno dos valores à conta após o depósito.

A professora dos cursos de Administração e Ciências Contábeis do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande, Doris Day Gomes, alerta para a necessidade de se fazer uma estratégia para a utilização do recurso, já que ele visa auxiliar os trabalhadores no momento de crise.

Confira a notícia completa aqui, em nossa versão digital

(Texto: Michelly Perez/ publicado no site por Karine Alencar)

 

Veja também

Inflação tem maior alta para julho em 4 anos

O preço da gasolina e da energia elétrica afetaram a inflação brasileira, tendo a maior …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *