8 agosto 2020, 7:14
Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Após cair quase 2%, dólar fecha perto da estabilidade

Ibovespa caiu 0,61%, a 99.160,33 pontos

O Ibovespa não conseguiu sustentar o patamar dos 100 mil pontos e fechou em queda de 0,61% nesta quinta-feira (9). O dia também foi negativo para o dólar, que encerrou a sessão com leve queda de 0,07%, ficando abaixo de R$ 5,35.

A moeda norte-americana abriu em queda e posteriormente zerou o movimento, mas voltou a cair e renovou mínimas de olho no ambiente externo até então positivo. A cotação chegou a perder perto de 2%, antes de devolver boa parte desse movimento.

O dólar à vista teve variação negativa de 0,07%, a R$ 5,3436 na venda. Na B3, o dólar futuro rondava estabilidade, a R$ 5,3430 reais, às 17h12min.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 0,61%, a 99.160,33 pontos. Na máxima, chegou a 100.191,24 pontos, superando os 100 mil pontos pela primeira vez desde março. Na mínima, bateu 98.860,83 pontos. O volume financeiro do pregão somou R$ 26,4 bilhões.

Em Wall Street, ações de tecnologia sustentaram nova máxima para o Nasdaq, mas o S&P 500 e o Dow Jones recuaram diante de receios com o risco de novo lockdown para conter a disparada de casos de Covid-19 nos Estados Unidos.

Desde os 61.690,53 pontos registrados no pior momento do ano, em março, por causa da pandemia de Covid-19, o Ibovespa já acumula alta de mais de 60%.

(Texto: Izabela Cavalcanti com informações da Reuters)

Veja também: Prefeitura vai investir R$ 2 milhões em reformas de praças

Veja também

MS ocupa 1º lugar no ranking de transparência sobre covid

Mato Grosso do Sul lidera o ranking nacional de transparência em relação às informações da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *