13 julho 2020, 14:57
Crédito: Reprodução

Conservadores condenam prisão temporária de jornalista

Hoje (30) vence o prazo da prisão temporária do blogueiro e jornalista Oswaldo Eustáquio. Seu advogado, Gustavo Moreno, disse que ainda pode ser prorrogada por mais cinco dias e não sabe qual será o procedimento adotado pelos advogados de Brasília e do Paraná.

“Não tenho acesso aos autos ainda, é sigiloso. Mas eles são totalmente ilegais e inconstitucionais. Eustáquio é jornalista desde 1994, quando obteve a carteirinha. Ele é um jornalista preso no exercício da profissão e esta mira (do STF) pode estar virada para todos os jornalistas”, afirmou.

Para o deputado federal Luiz Ovando (PSL), Oswaldo Eustáquio tem direito ao livre- -arbítrio de se expressar. “A liberdade de expressão é apanágio da natureza racional do indivíduo e é o direito de qualquer um manifestar e dar sua opinião livremente sem medo de retaliação ou censura. Está ocorrendo uma caça às bruxas aos apoiadores do Presidente Bolsonaro”, disse.

Para o deputado federal ocorre um problema bem maior ao noticiado. “Sou contra a ditadura instituída pelo STF, que cerceia a liberdade individual sob o argumento de ameaça à democracia. Além disso, o STF, está passando por cima da ordem natural do processo investigativo e se colocando na posição de poder absoluto. Isso sim é ameaça à democracia”, alertou.

O deputado federal Fábio Trad (PSD) não quis entrar no mérito da situação. “Eu não posso opinar porque não tive acesso ao conteúdo da decisão. Portanto, peço desculpas, mas não serei imprudente e leviano se não tenho domínio total do tema”, explicou.

Confira a notícia completa aqui, em nossa versão digital

(Texto: Rafael Belo/ publicado no site por Karine Alencar)

Veja também

Vereadores de Dourados aprovam cancelar suspensão do trabalho

O tradicional recesso parlamentar de julho está suspenso em razão da situação emergente da pandemia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *