28 setembro 2020, 22:07
Crédito: Divulgação

Voluntários arrecadam alimentos e álcool para ribeirinhos

Neste momento de combate ao novo coronavírus, a solidariedade se tornou uma das principais armas contra a pandemia. Com o anseio de ajudar famílias ribeirinhas, em estado de vulnerabilidade, o projeto Amigos do Pantanal ganhou vida em maio deste ano e tem mobilizado mais de 20 voluntários, entre cantores sertanejos de Mato Grosso do Sul e empresas parceiras.

O grupo já arrecadou sete toneladas de alimentos e 500 litros de álcool. Serão beneficiadas 80 famílias com 160 cestas básicas. Cada uma delas receberá duas, além de três frascos do produto para se prevenirem durante a pandemia. As entregas serão feitas nos primeiros dias de julho.

De acordo com o empresário e um dos idealizadores do projeto, Danilo Ferreira Soares Barcellos, de 34 anos, os voluntários percorreram um percurso de 290 quilômetros, partindo de Corumbá, subindo pelo Rio Paraguai, até chegar ao ponto de destino, que é a Barra do São Lourenço.

“Todas as famílias ribeirinhas serão atendidas ao longo desse itinerário. O Barco Hotel Igaratá II subirá o Rio Paraguai com os apoiadores a bordo e ao longo do percurso, barcos de apoio levarão até a margem os mantimentos que serão entregues pelos apoiadores para as famílias”, explica o empresário.

Segundo o voluntário, a iniciativa é uma ação entre amigos e admiradores do Pantanal sul-mato-grossense, que nasceu após a empresa Igaratá Turismo doar 500 quilos de alimentos em uma live realizada pela dupla sertaneja Munhoz e Mariano.

“Tudo começou a ganhar vida com a segunda doação na live do Munhoz e Mariano, no dia 26 de maio, que se juntou com doações feitas de amigos nas lives do Loubet, do João Bosco e Vinícius e Guilherme e Santiago. Aí foi quando começamos a buscar mais parceiros para poder levar esses alimentos para os ribeirinhos do Rio Paraguai”, relembra o voluntário.

A principal motivação das iniciativas solidárias está relacionada ao reconhecimento da dor do outro. São em momentos de ruptura que surgem essas ações, como um mecanismo de minimizar os danos diante da fragilidade humana. Foi exatamente com esse sentimento de identificação que o despertar solidário surgiu no coração dos voluntários.

“Certamente a empatia despertada por esses dramáticos momentos da pandemia da COVID-19, fez com que esses empresários amigos se sensibilizassem e tomassem essa atitude solidária. A pandemia traz consigo esses extremos, de um lado o sofrimento intenso da dor, da perda, da fome e de outro, o despertar de um espírito solidário há muito adormecido em muitos irmãos brasileiros”, revela Danilo.

Empresas e amigos parceiros

A ação solidaria contou com a iniciativa de duplas sertanejas e empresas que sabem que o plano coletivo amplia a resistência e mostra que todos são iguais e estão juntos no mesmo barco.

Jornal O Estado, Igaratá Turismo. Cia. Náutica, Leiloboi. Pesqueiro Genipapo. Taurus. Transportadora Marios. Cenze Comércio de Combustível. DXLog Internacional. Iguinho e família. NaturaFrig. Cantores colaboradores. Munhoz e Mariano. Loubet, Conrado e Aleksandro. João Bosco e Vinícius. Jorjão e Rafael do grupo Filhos de Campo Grande.

Veja também: Sectur retoma projeto ‘Autocine’ gratuito em Campo Grande

(Texto: Bruna Marques/ publicado no site por Karine Alencar)

Veja também

Maranatha Pet Shop inaugura nova loja no bairro Tijuca

Maior rede pet da Capital tem entregas gratuitas e serviço chega a Terrenos  O empreendimento, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *