20 setembro 2020, 20:57
Nilson Figueiredo

Pré-candidato quer renovação política e liberdade individual

Rafael Tavares, 35 anos, é empreendedor e presta consultoria de marketing a empresas. Nunca participou das eleições, mas ingressou na mesma época que o presidente Bolsonaro no PSL. E como este saiu, seguiu os filhos do presidente e ingressou no Republicanos para “sair da fila dos que reclamam, para a dos que fazem”.

“Queria estar no Aliança pelo Brasil, mas como não ficou pronto, segui Flávio e Eduardo Bolsonaro e ingressei no Republicanos. Essa minha entrada no campo político foi pela vontade da mudança. Mas não estava representado pelos parlamentares eleitos e agi deixando meu nome à disposição. Faltavam representantes da direita, do conservadorismo. Sou um bolsonarista de fato. Vou atuar pela receita e despesa. Para diminuir as despesas na máquina pública e cobrar menos impostos. Assim, sobra para infraestrutura para as necessidades básicas, como a carência de asfalto. Diminuindo, vamos dar margem para atrair investimento da iniciativa privada gerando emprego, arrecadação e melhorando a vida das pessoas”, explicou.

Rafael quer fomentar a iniciativa privada e um ser representante do conservadorismo na Câmara. “Sou defensor das liberdades individuais, sou contra o aborto, à favor da família tradicional, contra as drogas e quero uma defesa mais efetiva destas bandeiras”, explicou.

O pré-candidato não vê a política como carreira. “Eu sou empresário e pretendo continuar sendo. Gosto da iniciativa privada e de ser empreendedor. Acredito que o empreendedorismo movimenta toda a economia do país e quero realizar meus sonhos como empresário. Estou na pré-candidatura de vereador, porém não é algo para fazer careira. Na política é necessário pessoas conservadoras de direita, até para apoiar o presidente Bolsonaro. Quero realizar meus sonhos, constituir minha família, viver de forma honesta, guerreira e seguir os caminhos cristãos”, finalizou.

(Texto: Rafael Belo)

Veja também

Podemos tem 16 candidaturas próprias e mais de 500 nomes a vereador

A grande novidade no cenário eleitoral de Mato Grosso do Sul é o partido Podemos. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *