13 julho 2020, 13:51
Crédito: Daniel Aleixo/Divulgação

Como Aplicar a Internet das Coisas na Agricultura

Crédito: Reprodução

** Daniel Aleixo

Você já ouviu falar da Internet das Coisas?

Tradução de ‘Internet Of Things’ (IoT), a Internet das Coisas é baseada em uma conexão entre objetos e internet, de maneira que estes possam ser acessados a distância para realizarem atividades autônomas com ou sem a presença física de alguém.

Esses objetos são programáveis para armazenar e gerar dados e informações de alta relevância para quem faz seu uso. Tornam o dia a dia mais prático, tanto em residências e, principalmente, no ambiente empresarial.

Na área da agricultura não está sendo diferente, pois gestores que atuam nessa área já puderam notar os ganhos possíveis com o auxílio da tecnologia.

Agricultura e a Internet das Coisas

A Internet das Coisas vem contribuindo com importantes evoluções nos processos dentro da agricultura.

Nessa área a geração de dados e informações traz ao gestor riqueza de detalhes que ajudam muito na tomada de decisão, balanceando “necessidade x custo” por meio dos incrementos tecnológicos que traz consigo.

Exemplos disso são ações como:

  • Irrigação adequada e no momento mais apropriado;

  • Intervenções necessárias e avaliação constante do solo;

  • Drones que monitoram as plantações e geram informações precisas;

  • Estufas que proporcionam um ambiente ideal e são constantemente monitoradas.

Esses são os exemplos mais comuns, contudo, existem softwares e outros recursos que proporcionam praticidade e gerenciamento cada vez mais assertivo justamente com o apoio da Internet das Coisas.

Agricultura Inteligente

As máquinas, softwares e outras tecnologias trazem incrementos nos resultados muito superiores quando comparados aos métodos tradicionais.

Basicamente ela suporta verificações como:

  • Temperatura de acordo com cada estação versus temperatura adequada para cultivo de determinada lavoura;

  • Controle e monitoramento de pragas;

  • Avaliação do comportamento da plantação, verificando estado e saúde das folhagens;

  • Medição da umidade do ar;

  • Calibragem da necessidade de irrigação ou excesso dela;

  • Acompanhamento detalhado da plantação, crescimento e momento mais propício para colheita;

  • Controle de gastos em volume com sementes, água e outros recursos necessários para manutenção das plantações.

Essas são verificações básicas realizadas através de uma estação via satélite por meio de informações meteorológicas da região.

Internet das Coisas e Agricultura Inteligente

Existe uma linha tênue entre a loT e a agricultura inteligente. Ambas podem ser combinadas visando potencialização máxima para o seu negócio.

Exemplo:

  • Cultivo de espécies bem definidas tanto de plantações como de animais;

  • Otimização de espaços menores ou com demandas bem específicas;

  • Agricultura orgânica;

  • Uso eficaz de insumos e otimização máxima de recursos como a água.

Cada negócio possui suas particularidades e necessidades individuais, mas sem dúvida, todos podem se beneficiar de alguma forma das ferramentas tecnológicas que hoje existem para área da agricultura.

Conclusão

A Internet das Coisas vem trazer uma ótica totalmente inovadora na forma como as atividades são realizadas em todos os mercados, especialmente na área da agricultura.

A longo prazo, ignorar que os avanços tecnológicos são necessários pode acarretar em atrasos e prejuízos. Cada produtor deve gerir seu negócio observando quais ferramentas poderão ser úteis para trazer praticidade, mais produtividade e manter o negócio competitivo.

O futuro da agricultura se torna muito mais promissor quando pensamos no quanto a Internet das Coisas pode contribuir.

** * * Engenheiro Agrônomo, Membro Titular IBAPE/MS – CREA/MS 12.577/D www.danielaleixo.com.br – (67) 99293-1702

Veja também

A Educação Brasileira e o pós coronacrise

** Landes Pereira Os sistemas educacionais do mundo todo foram afetados pela pandemia decorrente do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *