20 outubro 2020, 2:21
Crédito: Reuters

Violência contra mulher registra aumento de 36% 

O isolamento social imposto pelo coronavírus (Covid-19), obrigou muitas mulheres a ficarem mais tempo em casa com companheiros agressivos. Com isso, a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos confirmou neste sábado (30), que os casos de violência aumentaram 36%.

Segundo a ouvidoria, na comparação com janeiro de 2019, o número de denúncias registradas por meio do Ligue 180 diminuíram 4,5% em janeiro deste ano. Já em fevereiro, houve um aumento de 15,6% das notificações quando comparado ao mesmo mês do ano passado.

Comparativamente, o número de denúncias registradas pelo Ligue 180 em março deste ano foi 15% superior ao de março de 2019. Segundo o ouvidor nacional de Direitos Humanos, Fernando César Pereira Ferreira, considerando o que acontecera em países atingidos pela doença antes do Brasil, os resultados de janeiro a março já eram, de certa forma, esperados. Mesmo assim, o desempenho registrado em abril surpreendeu negativamente: as denúncias de violações aos direitos e à integridade das mulheres aumentaram 36% se comparado a abril de 2019.

Os dados da Ouvidoria apontam que, em geral, as denúncias recebidas pelo Ligue 180 tratam, na maioria das vezes, de casos de violência doméstica e familiar (em 2019, elas somaram 79% do total de notificações).

(Texto: Karine Alencar com a Agência Brasil)

Veja também

Praças reabrem no fim do mês, na Capital

As praças da Capital serão reabertas no dia 28 de outubro. A informação é do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *