20 setembro 2020, 20:33
Crédito: Nilson Figueiredo

Ineditismo do PP transforma rede social em plataforma auxiliar para plano

Programa de Governo do partido, em pré-candidatura a prefeito, é ‘calibrada’ com lives

Pelo Facebook, o Progressistas tem modulado o documento que visa entregar futuramente à Justiça Eleitoral, como projeto para Campo Grande. A iniciativa de aproximação popular, baseada em transmissões ao vivo na plataforma, com o pré-candidato do partido à prefeito e convidados tem dado certo, não apenas pela interatividade alcançada, mas pela chance de ‘calibrar’ um documento até a sua formatação final ganhará vida. De cunho experimental, o ineditismo inclusive foi mais exitoso que o esperado e já se transformou, obrigatoriamente em um protocolo futuro de governo.

“Certamente, as lives, que começaram nessa pré-campanha, serão no futuro, um compromisso diário de contato com o campo-grandense. Nessas transmissões, que tiveram um início tímido, já conseguimos um resultado importantíssimo, que é o de encorajamento da participação popular, em tempos nos quais a política anda tão desacreditada. E, só a partir disso, que conseguimos dar um desenho real ao plano de governo. No nosso caso, o Facebook tem sim ajudado a formatarmos o nosso programa com mais afinco, e acertar mais no âmbito técnico, além de envolver os nossos pré-candidatos a vereador na ideia, bem como todos que tem acompanhado cada debate”, destaca o advogado Esacheu Nascimento, ex-presidente da entidade mantenedora da Santa Casa de Campo Grande, e nome do Progressistas para concorrer à Prefeitura da Capital nessa pré-campanha.

Encontro marcado

De perfil técnico, linguagem sóbria e uma performance discreta até antes de 2020, porém, absolutamente responsável, na recente gestão hospitalar de um faturamento na esfera dos R$ 240 milhões anuais, Esacheu se reinventa. Como nunca, tem se exposto, e, à vontade, pelo fato de ser ‘ficha limpa’, consegue preencher a lacuna do diálogo com o cidadão desconfiado da política, desmistificando o relicário de problemas e dramas que envolvem a vida do campo-grandense.

“Graças a esses programas, gravados pelo celular mesmo, abrimos um canal de diálogo, pelo qual vem gente que desafia mesmo os convidados, seja com críticas ou dicas para solução. O importante é o envolvimento, principalmente porque trata-se de um processo para que as pessoas se sintam parte do projeto. Para se ter uma ideia, a nossa live já ajudou até a familiares, que não se viam há décadas, a se reencontrarem. Criamos um ambiente positivo, propositivo, mesmo que no âmbito virtual, que reflete muito a química que a nossa equipe e apoiadores possuem no dia a dia”, fala o empreendedor social Paulo Teles, militante dos Progressistas, com histórico de realizações na área esportiva, como o sucesso do Cene, maior campeão estadual da primeira década do século.

Projeto compartilhado

Na visão de outro integrante do Progressistas em Campo Grande, o historiador e ativista do afroempreendedorismo, Joel Penha, o grande diferencial do partido e de Esacheu Nascimento tem sido mesmo a capacidade de tradução. Também pré-candidato a vereador pela mesma frente política , ele pondera que isso faz com que todos os envolvidos se empoderem como articuladores do projeto.

“Não sei se isso é comum em outros lugares. No PP ele tem tido uma preocupação enorme em fazer com que todo mundo entenda as propostas, que passem por uma verdadeira adesão. Isso reflete em um atitude sólida, nada como o âmago frugal da maioria dos políticos, baseado em abordagens assertivas e de orientação vertical. Com o Esacheu todos falam, todos completam a ideia, e todos constroem uma ideia para o futuro da nossa Capital. Por isso a presença na internet tem dado certo, ou as idas a qualquer local do município, onde somos sempre bem recebidos”, pontua.

(Texto: Da Redação)

Veja também

Podemos tem 16 candidaturas próprias e mais de 500 nomes a vereador

A grande novidade no cenário eleitoral de Mato Grosso do Sul é o partido Podemos. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *