24 setembro 2020, 21:27
Crédito: Divulgação

Nascidos na pandemia: o cuidado redobrado com a Covid-19

Além dos tradicionais nove meses de planejamento, é necessário atenção para evitar possibilidades de contágio do novo coronavírus

A pandemia do novo coronavírus trouxe um clima de incerteza sobre o futuro, mas o mundo não para. As famílias que esperavam os bebês antes da quarentena seguem a rotina de planejamento e recepção da nova vida ao mundo.

Para isso, profissionais de saúde que fazem parte do programa de prevenção ‘Casal Grávido’, da Cassems, deixam algumas orientações que ajudarão os pais a receberem os seus bebês com segurança e conforto.A enfermeira obstetra e doula, Simone Albuquerque, pede atenção para a higiene ambiental e corporal.

“Para receber os bebês de maneira apropriada, neste momento, devemos ter o mínimo de objetos expostos em cima de bancadas e armários. A organização do quarto do bebê deve ser bastante cuidadosa, com ambiente arejado, ensolarado, sempre higienizando o chão com álcool 70% e desinfetante”, orienta a profissional.

De acordo com a doula, é importante, ainda, evitar visitas familiares e de amigos em um primeiro momento. “Deve-se evitar visitas para conhecer o recém-nascido, pois os bebês ainda estão com a imunidade em formação. Caso forem fazer visitas, é preciso ter todo cuidado possível, fazer o uso de máscaras, evitar pegar o bebê com a roupa que chega da rua. Se possível, deve-se tomar banho, trocar a roupa e lavar as mãos com água, sabão e álcool 70%”, recomenda.

Além do ambiente no qual o bebê ficará, os utensílios também precisam de atenção especial. “Os pais devem sempre realizar a higienização de banheira, carrinho e outros utensílios e objetos usados pelo bebê, pois nós, adultos, manuseamos todos esses objetos”, explica a enfermeira.

A pediatra Jheth Jeanne salienta que a casa precisar estar nos ‘trinks’.“O cantinho do bebê deve ser preparado com muito amor. Isso inclui a casa limpa, desinfectada e ventilada. Uma outra dica é ter sempre, ao alcance, álcool 70% para a higienização das mãos de quem for manusear o bebê”, preconiza.

Jeth ressalta que as medidas de cuidado devem ser compartilhadas entre todas as pessoas que convivem na residência do bebê. “É importante evitar saídas, para reduzir o risco de trazer germes indesejados da rua para casa, neste momento. Se for necessário sair, lembre-se sempre de usar a máscara e, ao chegar em casa, se higienizar antes de tocar no bebê”, aconselha.

Para os familiares e amigos que tiverem de esperar o fim da pandemia para conhecer o bebê pessoalmente, a tecnologia pode ser uma aliada, como explicado pela pediatra. “Aproveitem os recursos tecnológicos para fazerem chamadas de vídeo e apresentar o bebê a toda família e amigos. São tempos difíceis, mas é preciso prezar pela saúde desta nova mamãe e deste novo ser que chega ao mundo”, finaliza.

(Texto: Da Redação)

Veja também

Exercícios para melhorar respiração pós-Covid

Especialista ensina atividades respiratórias que podem ser feitas em casa, para pacientes que tiveram a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *