6 junho 2020, 5:11
Crédito: Divulgação

Sarnas, pulgas e alergias: como livrar os pets dessas chateações

Algumas doenças dermatológicas incomodam os animais; saiba o que fazer para ajudar o seu bichinho

Comer, beber água, dormir, brincar e se coçar: essas são algumas das atividades que nossos cães costumam fazer todos os dias. No entanto, se seu cachorro está se coçando mais do que o normal, esse pode ser um sinal de que algo está errado. A coceira constante é o sinal mais comum dos problemas dermatológicos em cachorros.
De acordo com o médico-veterinário Filipe Corrêa de Faria, são vários os fatores que levam os animais a terem prurido, a famosa coceira. Os mais comuns são: carrapatos, pulgas, sarnas, alergias de shampoos, sabonetes e até alimentos.
“A sarna na verdade é uma doença causada por micro-organismos, os ácaros. E tem várias subespécies, as mais comuns em cães também afetando gatos são: sarna demodécica, sarcóptica, otodécica. A sarna notoédrica afeta apenas gatos, e devemos nos cuidar com a sarna sarcóptica pois é uma zoonose. Cada uma tem um aspecto específico, mas, em geral, pele avermelhada, queda de pelo, crostas e escoriações pelo intenso prurido causado. A sarna demodécica tem o fator imunológico, pois tem maior facilidade em manifestar em animais imunossuprimidos. As outras pelo contato com animais contaminados”, explica o especialista.
Pulgas são insetos pequenos, também possuindo várias espécies, sendo a mais comum em cães e gatos. “A Ctenocephalides spp é a mais popular, onde em sua fase adulta são hematófagos, se alimenta de sangue, podendo ter outros hospedeiros além dos cães e gatos. Nossos amiguinhos geralmente se contaminam entrando em contato com animais que já tem pulgas e também podem ser acometidos no ambiente”, revela Filipe.
Alimentação, carrapatos e produtos para banho também causam alergias, então os tutores devem ficar atentos.

Como prevenir contra esses problemas dermatológicos nos cães?

Se você percebeu que seu animal anda se coçando muito, a primeira medida deve ser levá-lo ao veterinário. Esse profissional examinará seu melhor amigo e passará um diagnóstico.
“A prevenção nem sempre é fácil, pois são vários fatores que levam a esses problemas, mas tem vários produtos que previnem pulgas, carrapatos e sarnas, como também shampoos e rações hipoalérgicas. Devemos sempre procurar a orientação de um médico veterinário para saber qual o melhor produto para seu cão ou gato e evitar problemas futuros”, recomenda.

(Texto: Bruna Marques)

Veja também

Chocolate pode causar problemas de saúde dos pets

Assim como para nós, humanos, uma alimentação saudável e balanceada proporciona melhor qualidade de vida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *