29 maio 2020, 0:09
Reprodução/Internet

Governo quer reduzir isolamento em cidades com poucos casos de Covid-19

O Ministério da Saúde pretende, a partir da próxima segunda-feira (13), fazer uma transição do isolamento social para o distanciamento seletivo, uma quarentena mais flexível, em cidades onde o número de casos de Covid-19 não ultrapassar mais de 50% dos leitos de seu sistema de saúde.

As cidades que se enquadrarem neste cenário vão poder liberar a circulação da maioria das pessoas e até a abertura do comércio, impondo restrições para apenas alguns grupos, normalmente aqueles com mais risco de serem infectados pela Covid-19 .

“Pessoas abaixo de 60 anos podem circular livremente, se estiverem sem sintomas”, afirma o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde detalhando a medida, frisando que um dos objetivos é “promover o retorno gradual às atividades laborais com segurança, evitando uma explosão de casos sem que o sistema de saúde local tenha tempo de absorver”.

Neste caso, apenas idosos e pessoas com doenças crônicas ou condições de risco, como obesidade e gestação de risco, deverão permanecer em caso.

(Texto: IG)

Veja também

Pandemia pode levar 86 milhões de crianças à situação de pobreza

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a organização não governamental Save …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *