2 junho 2020, 23:36
Arquivo Pessoal/Facebook

Nota de falecimento: Advogado Kiko Cangussu

O advogado e blogueiro Francisco de Arruda Cangussu, de 62 anos, foi encontrado morto em seu apartamento no Centro de Campo Grande, por volta das 19h30 de segunda-feira (30). Não há informações sobre o velório e o sepultamento.

A família teria estranhado o sumiço do advogado, influente nas redes sociais, após não atender mais o telefone. A suspeita é de que o advogado tenha sofrido um infarto, porém, a causa da morte ainda é investigada. 

Kiko Cangussu era filho do ex-Auditor do TCE-MS e ex-Procurador-Chefe do MPC-MS, José Cangussu Filho, que faleceu em dezembro do ano passado. Além disso, Kiko foi assessor parlamentar do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), quando ele ainda era deputado federal por Mato Grosso do Sul. A família ainda não divulgou informações sobre o velório e sepultamento.

No último domingo (29), Kiko fez postagem no Facebook dizendo estar com sinusite e tinha receio da doença ser um dos sintomas de coronavírus, uma hipótese que já foi descartada.

Nota de Pesar da OAB Seccional de Mato Grosso do Sul

“É com imenso pesar que lamentamos o falecimento prematuro do nosso amigo, advogado e jornalista Kiko Cangussu, pessoa querida da nossa sociedade sul-mato-grossense”, disse o Presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche.

O Secretário-Geral da OAB de MS Stheven Razuk também lamentou a perda. “Kiko era um sujeito alegre e muito afável, um jornalista que utilizava sua verve de advogado para levar notícias tecnicamente precisas. Prestava um ótimo serviço à sociedade. Nossas condolências à família Cangussu”.

(Texto: João Fernandes)

Veja também

Inep dá novo prazo para pagamento de boletos do Enem 2020

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ampliou – para o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *