31 maio 2020, 8:58
Foto: AFP

Premiê japonês admite adiamento da olimpíada

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe admitiu pela primeira vez nesta segunda-feira (23) que o adiamento das Olimpíadas 2020 pode se tornar “inevitável”. A declaração ocorre após o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciar que considera a possibilidade devido a pressão de atletas e entidades esportivas.

De acordo com informações da Uol, alguns minutos após a fala de abe, os Comitês Olímpico e Paralímpico do Canadá anunciaram que não irão enviar equipes aos Jogos caso aconteçam na data prevista, alegando a defesa da saúde de seus atletas e do público em geral.

Da mesma forma, o Comitê Olímpico da Austrália recomendou aos atletas do país que se preparem para disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio no verão (hemisfério norte) de 2021. “Está claro que os Jogos não podem acontecer em julho”, declarou o vice-presidente do Comitê Australiano, Ian Chesterman.

Adiamento

Abe afirmou ao Parlamento que ainda estava comprometido a organizar Jogos “completos”, mas acrescentou: “Se isto ficar difícil, levando em consideração os atletas em primeiro lugar, pode ser inevitável que tomemos a decisão de adiar”.

“O cancelamento (dos Jogos) não é uma opção”, disse Abe, repetindo os comentários do presidente do COI, Thomas Bach, que descartou a mudança de data das Olimpíadas e disse que isto “não resolveria nenhum problema e não ajudaria ninguém”.

(Texto: Jéssica Vitória com informações da Uol)

Veja também

Diego Costa pode ser preso por seis meses

Na sexta-feira (29), procuradores da Espanha afirmaram que podem pedir a prisão de Diego Costa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *