5 março 2021, 11:37
Crédito:Wikimedia Commons

Coronavírus freia trabalhos da Lava Jato

A corregedora Luciane Amaral Corrêa Münch, do TRF-4 (tribunal de Lava Jato), autorizou os magistrados da 1ª Instância a cancelarem todas as audiências de 16 a 30 de março. A decisão (íntegra – 76 KB) foi assinada na noite de domingo (15.mar.2020), depois de 1 pedido da OAB (Ordem dos Advogados no Brasil) no Rio Grande do Sul.

As exceções são casos de prescrição ou nos quais o cancelamento pode fazer uma das partes perder o direito à causa, que devem ser mantidos. A decisão a respeito deles ficará a cargo dos magistrados, que deve comunicá-la à corregedoria.

O texto também suspende a realização de perícias no período de 23 a 30 de março. Um magistrado poderá determinar a realização de perícia em caso urgente, mas será em caráter de exceção.

Magistrados, servidores e estagiários também foram liberados para trabalhar remotamente, em esquema de home office.

Ainda nesta 2ª feira (16.mar) ou nos próximos dias a direção do TRF-4 deve emitir uma portaria regulamentando procedimentos durante a pandemia também para a 2ª Instância que cuida de processos da Lava Jato.

O Superior Tribunal de Justiça decidiu nesta 2ª feira (16.mar) suspender todos os julgamentos até 27 de março. Na próxima 6ª feira (20.mar) será avaliada a prorrogação do prazo.

(Texto: Poder360)

Veja também

Tereza Cristina lidera nas intenções de votos para o Senado

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina (DEM), está, pelo menos por enquanto, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *