31 março 2020, 2:02
Crédito: Divulgação

Reforma administrativa deve ficar para 2021, diz líder do Solidariedade

O líder do Solidariedade na Câmara, Zé Silva (MG), 56 anos, diz ser improvável o Legislativo aprovar duas grandes reformas neste ano. Em sua análise, apenas a tributária seria aprovada. A administrativa, afirma, deve ficar para o ano que vem.

O político assumiu a liderança da bancada, de 14 deputados, no início do ano legislativo. Zé Silva também afirmou que o Orçamento impositivo poderá ajudar a destravar obras paradas no país. O mecanismo obriga o governo a liberar verbas indicadas por congressistas por meio de emendas de bancadas, normalmente para obras em seus redutos eleitorais.

(Texto: Poder 360)

 

 

Veja também

Propostas para adiar eleições ganham força entre senadores

As propostas legislativas de adiamento das eleições municipais de 2020 para 2022, devido à pandemia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *