31 março 2020, 3:57
Crédito: Divulgação/ Prefeitura de Campo Grande

Filiações movimentam pré-candidaturas para prefeito em 2020

O foco em ano eleitoral, costumeiramente é reeleição. É o que a base, o PSD e o próprio Marquinhos Trad (PSD) vem dizendo oficialmente e nos bastidores, neste onde o fortalecimento do partido é evidente. Na corrida para derrotar a “máquina” ou ter uma representação próxima ao prefeito, diversos partidos, inclusive aliados das atuais gestões municipais, estão filiando nomes fortes para concorrer às prefeituras. O Próprio DEM, que tem andado com os executivos nas duas esferas, pode vir com candidatos à prefeitura como André Salineiro que deve confirmar sua filiação durante a janela partidária. No whatsapp corre uma pesquisa não-oficial como nomes na Capital como Capitão Contar (PSL), Guto Scarpanti (NOVO), Marcelo Miglioli (SD), Rose Modesto (PSDB), Paulo Matos (PSC), Mario Fonseca (PCdoB), Pedro Kemp (PT), Mutilo Zauith (DEM), Sérgio Harfuche (AVANTE), o citado Salineiro e Carlos Alberto d Assis (PSDB).

Até o momento de consulta da pesquisa não-oficial havia 4052 votos com o prefeito atual liderando com 855 votos, seguido de Contar com 796, Kemp com 755, Harfuche com 327, Scarpanti com 266, Rose 250, Miglioli, 242, Paulo Matos, 217, Salineiro, 148, Assis, 93, Mario Fonseca, 56 e Murilo Zauith, com 47 votos. No interior Barbosinha contabilizou cerca de 29 pré-candidatos pelo DEM, incluindo a própria em Dourados, O REDE contabiliza 20 pré-candidatos, onde o vereador da legenda em Campo Grande reforça o foco do partido em vereança, mas sem descartar concorrer à prefeitura da Capital. O PT, conforme o presidente regional do PT, vereador Vladimir Silva, a ideia é lançar o máximo de candidaturas nos principais colégios eleitorais do Estado. De Coxim, Vladimir é o pré-candidato a cadeira da Prefeitura. Já em Três Lagoas, a advogada Luciene Maria da Silvam foi anunciada como pré-candidata petista.

Já o PP, por meio do presidente estadual do partido, o Deputado Estadual, Evander Vendramini (PP), aposta na eleição do pré-candidato da legenda na Capital, Esacheu Nascimento que é presidente reeleito da Santa Casa de Campo Grande. “Vocês vão se surpreender com o Esacheu. Há um apoio muito grande de vários seguimentos. Vocês vão se surpreender. Há uma ansiedade muito grande de mudanças e a tendência é ele crescer. Ele Tem apoio da nacional que tem um carinho especial por ele, então provavelmente é o candidato que vai crescer, despontar e vai ganhar a prefeitura de Campo Grande. PP vai ter prefeito de novo em Campo Grande”.

Vendramini deu uma panorama das intenções do PP em Mato Grosso do Sul. Em Corumbá o partido aposta na reeleição do atual prefeito, Marcelo Aguilar Iunes (PSDB). Em Ladário querem lançar um vice. “Em Dourados trabalhamos com a possibilidade de filiar o presidente atual da Câmara de Vereadores, o vereador Alan Guedes que deixou o DEM e cujo o pai, Eudélio Mendonça, assumiu a presidência do PP douradense. Temos também lá a ex-vereadora e advogada Virgínia Magrini”, analisou. Em Costa Rica, o deputado estadual apontou a filialção do pré-candidato à prefeito, delegado Cleverson, com provável vice do MDB. Cleverson era do PDT.

Em Aquidauana lançaram, Joaquim Paz. Em Bela Vista, a princípio, querem lançar Douglas Gomes, que já foi prefeito e presidente da Câmara. Em Coxim, o pré-candidato ao Executivo é Serginho Bombeiro e em Nova Alvorada do Sul, a provável candidata é Patrícia Cezar. “Vamos tentar lançar pré-candidaturas de dez a 15 cidades”, finalizou Vendramini.

(Texto: Rafael Belo/ Publicação no site de Izabela Cavalcanti)

Veja também

Covid-19: Brasil registra 4.579 mil infectados e 159 mortes

Já em Mato Grosso do Sul são 44 casos e sem óbitos até o momento …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *