21 setembro 2020, 5:30
Divulgação

Iniciativa para qualidade de vida de idosos abre inscrições

É fato! O brasileiro está vivendo mais. A expectativa de vida no Brasil chegou a 76 anos, de acordo com a projeção de 2018 do IB?GE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), e o maior desafio das atuais gerações é alcançar a longevidade com qualidade de vida. Porque, para viver muito, é preciso viver bem! Uma série de hábitos positivos pode colaborar para uma terceira idade saudável.

Desenvolver atividades que contribuam com a autonomia e a sociabilidade do idoso para fortalecer seus vínculos familiares, o convívio comunitário e a prevenção contra situações de risco social são os objetivos do projeto Ativa Idade, realizado pela Fundação Manoel de Barros e Uniderp, desde 2013.

Em janeiro, o projeto abriu com inscrições para aulas de informática, que acontecerão às terças-feiras, e para o Momento Saber Mais, que são encontros com professores da universidade para receber orientações, participar de bate-papos e aprofundar conhecimentos relacionados a nutrição, enfermagem, educação física, farmácia, direito, administração, estética e serviço social, entre outras áreas, sempre às quintas-feiras.

O serviço é gratuito, e, para participar, o interessado deve ter idade superior a 55 anos. A realização da matrícula deve ocorrer na Fundação Manoel de Barros, situada na Avenida Ceará, 119, bairro Miguel Couto, ao lado da Uniderp.

Desde que foi criado, o projeto beneficiou mais de 400 idosos. “O nosso intuito é valorizar o papel social do idoso, por meio de atividades que tornem sua participação mais concreta e ativa para a sociedade”, revela o diretor da Fundação Manoel de Barros, Marcos Henrique Marques.

A coordenadora dos projetos sociais da fundação explica que, entre os temas trabalhados em 2019, os idosos puderam mergulhar em suas próprias memórias afetivas, resgatando histórias e lembranças em uma oficina com o Curso de Psicologia. “A partir desses encontros, eles elegeram receitas culinárias que remetessem a alguma memória afetiva. O conteúdo foi reunido em um livro, ainda em fase de construção”, diz Thaiza Abalem.

Com o Curso de Estética e Cosmética, por exemplo, os participantes do Ativa Idade tiveram a oportunidade de aprender sobre cuidados diários com a pele, higienização facial e hidratação capilar, atitudes simples que auxiliam na elevação da autoestima. Já com o Curso de Nutrição, os idosos conferiram orientações sobre alimentação funcional voltada para a terceira idade e contaram com auxílio de professores para a construção de um cardápio adequado às suas necessidades alimentares.

“Nos Momentos Saber Mais, realizados todas as quintas-feiras, sempre buscamos temáticas que impactem positivamente na rotina dos participantes, como, por exemplo, o direito da pessoa idosa, que ano passado foi apresentado pelo Curso de Serviço Social. Os participantes gostam muito desses encontros com especialistas, pois absorvem mais conhecimento, trocam experiências, debatem com os professores, o que ajuda a sanar as dúvidas, trazendo mais autonomia a eles”, complementa Thaiza.

O mesmo sentimento pode ser visto com as aulas básicas de informática, em que aprendem a manusear os computadores, acessar internet, enviar e-mail, e fazer tarefas do cotidiano. Os encontros também contemplam instruções sobre acesso a redes sociais e o uso de smartphones e tablets, incluindo-os nesse universo digital.

Para o reitor da Uniderp, Taner Bitencourt, o projeto representa uma grande ação de cidadania. “A participação dos professores no projeto Ativa Idade sinaliza mais um compromisso social da nossa universidade com a população. A cada novo aprendizado, os idosos se sentem mais úteis e autoconfiantes na nossa sociedade, isso impacta positivamente na saúde geral, englobando os aspectos mental, físico e a social desse público. O conhecimento e a educação têm poder de transformar e melhorar a vida das pessoas, por isso estamos inseridos em ações que contemplem esse benefício à nossa comunidade”, considerou.

Além do aprendizado em informática e as palestras do Momento Saber Mais, o Ativa Idade reúne outras iniciativas que ajudam no resgate da autoestima do idoso, com a reprogramação dos movimentos corporais por meio da dança, oficinas terapêuticas ocupacionais, fisioterapia e hidroterapia, acompanhamento nutricional, odontológico, psicológico, estético, jurídico e assistência social, o que melhora a qualidade de vida no dia a dia, potencializando o resgate emocional e a condição de escolha e decisão. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3348-8042.

(Texto: Marcelo Rezende com Assessoria)

Veja também

Exercícios para melhorar respiração pós-Covid

Especialista ensina atividades respiratórias que podem ser feitas em casa, para pacientes que tiveram a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *