22 setembro 2020, 20:13

Operário-MT recua e Bruno não irá mais integrar clube

Após diversas repercussões negativas, protestos de torcedores e possíveis desistências de patrocinadores, o Operário de Várzea Grande (MT) desistiu de contratar o goleiro Bruno.

De acordo com informações do Terra, o clube emitiu uma nota oficial na quarta-feira (22) sobre a decisão.  O supervisor de futebol do clube, André Xela, explicou os motivos para a desistência. O primeiro, devido às manifestações dos torcedores que não queriam a presença do jogador no time. o outro foi porque o clube estava perdendo patrocinadores.

“Os contrários (à contratação) estavam pressionando os patrocinadores e, por isso, desistimos”, disse. “Agora, vamos procurar outro (goleiro)”, continuou o dirigente do Operário, que neste ano, além do Estadual, também participará da Copa do Brasil, da Copa Verde da Série D do Campeonato Brasileiro.

“Querem ele morto”

Horas depois da desistência do clube do Centro-Oeste, a advogada do atleta, Mariana Migliorini, se mostrou indignada com a situação.

Os empresários de Várzea Grande [cidade que é sede do Operário] não querem ter o nome do Bruno vinculado a eles por conta da repercussão social. Querem ele morto. Isso não é pena, não é algo civilizatório. O Bruno já cumpriu a pena, Deus perdoa. A sociedade não”, disse a advogada.

Migliorini ainda afirmou ao site que o goleiro, após saber que não conseguiria ter a chance de voltar a jogar, ficou “extremamente triste, sem dormir e sem comer”.

(Texto: Jéssica Vitória com informações da Uol e Terra)

Veja também

Vendas de bicicletas sobem 93% em agosto no Brasil

O mercado de bikes segue em um momento muito positivo em todo o Brasil. Desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *