26 fevereiro 2021, 3:10
Reprodução

Pesquisa revela queda no número de consumidores inadimplentes

O segundo semestre de 2019 foi de queda no número de consumidores inadimplentes com mais de 50% da renda comprometida com o pagamento de dívidas (atrasadas ou não), foi o que apontou a pesquisa realizada pelo Boa Vista. Tais resultados revelam que na comparação com 2018, o percentual passou de 70% para 68%. Além disso, o relatório indicou que outros 22% dos consumidores inadimplentes têm de 25% a 50% de renda comprometida com dívidas enquanto 10% afirmam que o comprometimento da renda é de até 25%.

Dentre os fatores que motivaram tais inadimplências, o desemprego foi apontado como a principal causa por 36%, seguido da diminuição da renda (21%), o descontrole financeiro (17%), empréstimo do nome para terceiros (13%), despesas extras com saúde e educação (10%) e atraso no recebimento do salário ou aposentadoria (3%).

Quando se observa os dados apontados por aqueles que se consideram ‘muito endividados’, os números também apresentaram queda, passando de 40% em 2018 para 39% em 2019. Já sobre os valores, o levantamento também registrou redução, já que, 45% dos consumidores afirmam que o valor é de até R$ 3.000, uma queda de 6 p.p (pontos percentuais) em relação a 2018. Dentre eles, 16% possuem dívidas de até R$ 1.000 e 29% de R$ 1.000 a R$ 3.000. Outros 55% possuem dívidas maiores que R$ 3.000.

(Texto: Michelly Perez)

Veja também

Pesquisa do Procon Estadual mostra diferença superior a 220% em preços de produtos da cesta básica

Pesquisa realizada por equipe da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS) para verificação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *