29 janeiro 2020, 1:23
Foto: Instagram/ @cervejariabacker

Ministério manda tirar de circulação cervejas da Backer

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento determinou na tarde de ontem (13) que a cervejaria Backer recolha todos os lotes de cerveja que estão à venda no mercado. O pedido ocorre após o caso de contaminação que matou uma pessoa e deixou outras nove internadas devido a uma substância encontrada nas bebidas da marca.

De acordo com informações da Uol, a medida abrange todos os 21 rótulos produzidos pela empresa, e também as cervejas produzidas entre 1º de outubro de 2019 e 13 de janeiro de 2020.

Conforme o Ministério,  a comercialização das bebidas está suspensa em todo o território nacional, até que seja descartada a possibilidade de alguma dessas marcas estar contaminada por substâncias tóxicas. A Polícia Civil de Minas Gerais verificou ontem (13) que um terceiro lote da cerveja pilsen Belorizontina também estava contaminado.

Para o Ministério, embora não tenham sido realizados exames laboratoriais em todas as marcas da Backer, essas bebidas também estão sendo analisadas. Caso seja constatada a presença de alguma substância tóxica, novas medidas serão tomadas pelo Ministério.

Nota

A cervejaria Backer não comentou a iniciativa do Ministério da Agricultura em recolher os 21 rótulos da empresa. Por meio de nota, a cervejaria informou que “mantém o foco nos pacientes e em seus familiares”.

“A empresa prestará o suporte necessário, mesmo antes de qualquer conclusão sobre o episódio. Desde já se coloca à disposição para o que eles (os pacientes) precisarem”, diz o comunicado. Ainda de acordo com a nota, a Backer “continua colaborando, sem restrições, com as investigações”.

A fabricante tem negado que a substância seja usada em sua linha de produção. “A empresa segue apurando internamente o que poderia ter ocorrido com os lotes de cerveja apontados pela Polícia (…) solicitou uma perícia independente e aguarda os resultados (…). Reitera que, no processo produtivo, utiliza, exclusivamente, o agente monoetilenoglicol”.

(Texto: Jéssica Vitória com informações da Uol)

Veja também

Prefeitura oferta curso gratuito de libras em nível básico

Curso de libras incentiva inclusão e capacita para o mercado de trabalho A Prefeitura Municipal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *