24 janeiro 2020, 16:09
Crédito: Divulgação/Prefeitura de Campo Grande

Saque do FGTS auxiliará crescimento das vendas no Centro

A liberação do valor complementar do Saque Imediato do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) é ‘música para os ouvidos’ dos lojistas do Centro da Capital. Depois de um começo de dezembro difícil nas vendas, a expectativa é de amenizar e, em alguns casos, até recuperar as perdas acumuladas durante o ano.

Na prática, os saques começam na próxima sexta-feira (20). Os trabalhadores nascidos de janeiro a outubro, que já tiverem o valor do Saque Imediato de R$ 500 debitado de sua conta FGTS, terão direito a sacar o valor complementar pelo mesmo canal de atendimento utilizado anteriormente. Para aqueles que optaram por crédito em conta, a diferença entre o valor já creditado e o novo limite, quando for o caso, será depositado automaticamente na data de 20 de dezembro, na mesma conta em que foi creditado o valor do Saque Imediato anteriormente.

Os trabalhadores que nasceram em novembro ou dezembro e que vão receber o valor do seu saque imediato nos canais físicos da Caixa poderão sacar os valores já no novo limite, caso estejam enquadrados na nova Lei, de uma vez só, a partir de 18 de dezembro de 2019.

Crescimento

Segundo a subgerente da loja de acessórios de beleza Beco, Jéssica Andrade, dinheiro na mão do consumidor é venda na certa. No caixa, Jéssica revela que o movimento em alguns dias chega a ser 50% maior do que o mesmo período do ano passado. “O novo saque do FGTS vem numa hora muito boa, tem muita gente transitando pela 14 e isso é muito positivo para o empresário”, avalia.

Na B&K Calçados, da rua Marechal Rondon, o gerente Otacílio Onório da Silva garante que o movimento, que já está 20% maior que no ano passado, só tende a crescer com o saque complementar do FGTS. “Trabalhamos com um aumento das venda sim com o novo saque. Dá um poder de comprar maior ao consumidor”, comenta.

Na métrica da CDL/CG (Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande), o crescimento médio das vendas no varejo campo-grandense está próximo dos 6%. Esse número é fruto de uma reunião com cerca de 40 empresários, informa o presidente Adelaido Vila. No Centro, a taxa de crescimento é de 12%, o dobro das demais regiões.

“Há uma curiosidade muito grande das pessoas em conhecer a nova 14 de Julho e isso é muito bom para o comércio. Ficamos muito felizes com a notícia do novo saque do FGTS porque dá mais poder de compra ao trabalhador. Percebemos que muitos já tinham comprometido o 13° com a quitação de contas, mas agora, com mais dinheiro na economia, é claro que estamos numa situação positiva”, explica Vila.

Ventos de outrora

O presidente da ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), João Carlos Polidoro, lembra que a atmosfera de otimismo é semelhante à da liberação do FGTS em 2016. Ele acredita que é hora de estudar como o dinheiro deve ser gasto, mas que mais capital no comércio, seja ele em compras, ou em pagamentos, é sempre benéfico.

“As pessoas devem aproveitar esse dinheiro para pagar contas ou comprar no varejo, ou seja, o dinheiro chegará até as empresas, movimentando o comércio local. Vemos com otimismo a liberação dos saques do FGTS, assim como aconteceu em 2016 com as contas inativas, pois isso permitiu a circulação de mais recursos financeiros na economia. As vendas do varejo em Mato Grosso do Sul vem se recuperando, segundo o IBGE, e acreditamos que os próximos meses continuarão com esses indicadores crescentes, motivados, também, por esse recurso do Fundo de Garantia”, disse ele ao Jornal O Estado.

Tenho direito ao saque?

A Lei 13.932/2019, que converteu a MP 889/2019, estabelece novo limite de valor para trabalhadores que tinham até um salário-mínimo (R$ 998,00) na conta vinculada do Fundo em 24/07/2019. Aqueles que se enquadrarem nessa condição poderão realizar o saque do total do saldo da conta posicionado naquela data.

Os novos valores contemplam mais de 10 milhões de pessoas e trarão um incremento de aproximadamente R$ 2,6 bilhões em relação ao previsto inicialmente. Os trabalhadores que possuíam saldo acima de R$ 998,00 em 24/07/2019 só terão direito ao Saque Imediato de até R$ 500 por conta de FGTS. Aqueles que tinham até R$ 500 na conta de FGTS naquela mesma data não terão valores complementares a receber.

Falta estacionamento

Com a ampliação do horário de funcionamento das lojas do Centro, a maioria dos estacionamentos particulares continuaram mantendo o mesmo horário de expediente, sem acompanhar as lojas, o que levantou preocupação da diretoria da CDL. Ainda segundo Adelaido Vila, reuniões com os empresários do ramo estão acontecendo gradativamente. “Quatro donos de estacionamentos se comprometeram a fechar mais tarde, estamos correndo atrás dos demais. O cliente quando chega numa loja próximo das 18 horas, ele fica apreensivo e quer resolver tudo rápido, o que não é bom para as vendas. Queremos chamar os empresários deste segmento para aumentar o horário de funcionamento para atender estes novos clientes do período noturno”, finaliza.

(Texto: Marcus Moura)

Veja também

Petrobras reduz preço da gasolina e diesel em distribuidoras

A Petrobras confirmou nesta quinta-feira (23) que vai reduzir em 1,5% o preço da gasolina …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *