9 dezembro 2019, 11:02
Crédito: Estradas.com

Pedágio: BR-163 registra redução, mas Justiça retoma valor

A redução de até 50% no valor da tarifa nos pontos de pedágio da BR-163 durou apenas um dia já que a empresa, CCR MS Via, entrou com recurso alegando perda de até R$ 400 mil por dia, caso a redução da tarifa se mantivesse. A Justiça Federal atendeu o recurso, anulando a redução prevista na sexta-feira (29), pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), retomando os valores cobrados nos pontos de pedágio, ao longo da rodovia.

Durante o sábado (1º), motoristas de caminhão com até seis eixos que cruzaram o ponto de pedágio localizado em Campo Grande, pagaram R$ 23,40, metade do que é cobrado atualmente com a restauração do valor, voltando a pagar R$ 46,80, sendo esse um dos pontos com o maior valor cobrado. Carros de passeio, que pagam R$ 7,80, chegaram a pagar R$ 3,90. A redução teria sido decretada pela ANTT por conta do descumprimento do contrato pela concessionária.

O principal argumento usado pela empresa é que com a redução na tarifa, o prejuízo ocasionaria uma perda de R$ 12 milhões no orçamento mensal da empresa, afetando diretamente a manutenção dos serviços. Em nota, a empresa CCR MSVia informou que entrou com recurso e a Justiça acatou, tornando a retomada da cobrança válida.

A empresa assumiu a concessão em 2014, suspendendo os trabalhos de duplicação em junho do ano passado, o compromisso da empresa era duplicar 845 km das rodovias no estado, desse total, 150 km foram duplicados, deixando a duplicação de 695 km suspensa. A empresa apontou um investimento de R$ 2 bilhões.

(Texto: Amanda Amorim)

Veja também

MS tem 622 vagas de emprego nesta segunda-feira

Para quem está em busca de emprego, a segunda-feira (09.12) começa com uma lista diversificada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *