26 fevereiro 2020, 11:33
Crédito: CBJ Divulgação

Camila leva ouro e sobe ao pódio com filho nos braços

As sêniores do judô sul-mato-grossense representaram bem o Estado no Campeonato Brasileiro da categoria, que aconteceu nos dias 30 de outubro e 1 de dezembro, em Balneário Camboriú (SC). Foram três medalhas, sendo um ouro e dois bronzes. Mato Grosso do Sul ficou entre as 16 federações que subiram ao pódio e entre as seis que levaram ouro.

O destaque ficou por conta de Camila Yamakawa, que participou da competição após se recuperar de uma cirurgia e de realizar o sonho de ser mãe. Ela protagonizou um dos momentos mais emocionantes de evento ao subir no pódio com seu filho Ali, de apenas três meses de idade. “Meu retorno foi mais difícil do que esperava”, disse a atleta em entrevista à CBJ (Confederação Brasileira de Judô).

Vice-campeã mundial júnior de 2015, a douradense assegurou o título nacional de 2018 após vencer a paulista Sibilla Faccholi, pela categoria pesado (78 kg). “Sofri. Tinha muita coisa na minha cabeça, achava que não ia conseguir. Quando vi que deu certo, não consegui fazer mais nada além de chorar”, desabafa a representante de Mato Grosso do Sul.

Ana Carla Grincevicus, de Campo Grande, ficou com a prata após derrapar na final do meio-médio (63 kg) para a mineira Mariana Silva. Layana Colman, natural de Campo Grande, mas agora federada por Minas Gerais, também levou a prateada após lutar com a gaúcha Jéssica Lima na categoria leve (57 kg).

Mato Grosso do Sul ficou em quarto lugar no quadro geral de medalhas, atrás do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul e do campeão, Minas Gerais. A seleção mineira chegou à dez finais e conquistou sete ouros no domingo, último dia de competição.

(Texto: Danielle Mugarte)

Veja também

SP comemora 33 anos da conquista do segundo título brasileiros

O São Paulo busca em 2020 recuperar os grandes momentos de sua história. Para o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *