30 novembro 2020, 22:42
Reprodução/AFP

Após renúncia de Evo, Bolsonaro defende voto impresso

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez uma defesa da aplicação do voto impresso no Brasil, em sua primeira manifestação pública a respeito da saída de Evo Morales do posto de presidente da Bolívia.

“Denúncias de fraudes nas eleições culminaram na renúncia do Presidente Evo Morales”, escreveu o presidente no Twitter.

Veja a publicação na íntegra:

Bolsonaro foi autor de uma proposta legislativa que levou à aprovação do voto impresso nas eleições no País, medida que foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

(Notícias ao Minuto)

Veja também

PSDB governará 34 milhões de brasileiros e PIB de R$1,4 tri

Embora tenha perdido cerca de 200 cidades na comparação com a eleição de 2016, o PSDB é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *