19 novembro 2019, 9:10
Crédito: Reprodução/Instagram @lulaoficial e Divulgação/TV Globo / Sala de TV

Globo deve entrevistar Lula quando ele for solto

O canal mais poderoso da televisão brasileira vive um dilema: dar ou não espaço a Lula nos telejornais?

Com o fim da prisão em segunda instância, de acordo com julgamento do STF, o líder petista poderá ser solto nos próximos dias.

Lula ganhará ampla visibilidade na mídia por conta dos eventos que já começaram a ser organizados pela militância de esquerda.

O ex-presidente, preso na PF de Curitiba há 1 ano e 7 meses, reclamou por não ter sido entrevistado pela emissora nesse período. E indignado com a cobertura feita pela Globo de seu processo na Lava Jato, ele prometeu realizar um protesto na porta do canal. Aliás, manifestou a vontade de ficar cara a cara com William Bonner, âncora e editor-chefe do Jornal Nacional.

O mesmo desejo exposto pelo presidente Jair Bolsonaro, igualmente enfurecido com o conteúdo de matérias exibidas no principal telejornal do País.

Diante do ruído previsto com a libertação de Lula, a emissora da família Marinho não terá como ignorar a presença pública e os discursos do ex-presidente. Quando atacada, sob a acusação de ser manipuladora e partidária, a Globo diz praticar o jornalismo profissional.

Caso ignore Lula, terá sua isenção mais uma vez contestada, assim como o fazem Bolsonaro e seus apoiadores, também críticos à linha editorial do canal. E na hipótese de abrir o microfone ao ex-presidente, a Globo precisará se defender de críticas graves em relação ao seu jornalismo. Prevê-se embate acalorado.

Para o bem de todos, inclusive das liberdades de expressão e imprensa, tomara que não haja radicalismos nem omissões. O telespectador merece assistir a um debate de ideias, e não a um show de rivalidade que interessa apenas aos sensacionalistas. (Uol)

Veja também

STF investigará se Cunha comprou voto para presidência

Edson Fachin ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), abriu inquérito para apurar se realmente  houve compra …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *