28 fevereiro 2021, 6:14
Crédito: Divulgação/Portal MS-Arquivo

MS passa a ocupar o 2º lugar em Segurança Pública

Mato Grosso do Sul passa a ocupar o segundo lugar em Segurança Pública do Ranking de Competitividade dos Estados, conforme levantamento feito pelo Centro de Liderança Política (CLP). O resultado representa a variável que melhor expressa o funcionamento das instituições policiais sul-mato-grossenses.

O Estado obteve pontuação de 89,2, numa escala de zero a 100; o que significa que o desempenho está acima da média nacional, que é de 57,5. Ocupa a primeira posição nesse quesito o Estado de Santa Catarina.

A segurança pública está entre os 10 pontos que avaliam a competitividade dos estados no estudo. No caso deste campo, a análise envolve temas como atuação do sistema de justiça criminal, déficit carcerário, mortalidade no trânsito, mortes, presos sem condenação, segurança pessoal e áreas afins.

O Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Antonio Carlos Videira, comemorou o resultado atingido por MS, uma vez que mostra um efeito comparativo com as outras unidades da federação, demonstrando que os investimentos que vem sendo realizados pelo Governo de Mato Grosso do Sul, aliado ao desempenho das forças policiais, estão gerando resultados positivos.

“Tenho certeza que a reestruturação pela qual a segurança pública passou nesta administração, somados sobretudo com o amor da tropa pela farda e o compromisso com a população sul-mato-grossense, colocou o Estado em destaque nacional, mas nem por isso podemos ficar em uma zona de conforto. Promover segurança pública é a nossa missão, outra coisa é a sensação de segurança que se faz com polícias nas ruas, com repressão e ações de prevenção. Neste caso, não tem como fazermos isso sozinhos, precisamos compartilhar essa responsabilidade com a sociedade em geral”, pontua.

Em Campo Grande o destaque também é para roubos em estabelecimentos comerciais, com redução de 42,3%, seguido dos casos em vias públicas (-23,3%), em residências (-22,2%) e o de veículos (-17,3%).

Apesar de fazer fronteira com dois países e enfrentar diariamente o tráfico de drogas, os crimes contra a vida também sofreram redução, se comparados com o ano passado. Os homicídios dolosos apresentaram uma queda de 13,3%. Na Capital, a queda é ainda maior, com 24,6%, sendo 57 mortes em 2018 e 43 em 2019.

Além disso, a Sejusp também apontou queda nos homicídios culposos no trânsito em todo o Estado (-7,6%) e em Campo Grande (-23,1%).

(Texto: Izabela Cavalcanti com informações da SEJUSP)

Veja também

Tecnologia 5G estará disponível em todas as capitais até julho de 2022

A tecnologia do 5G estará disponível em todas capitais brasileiras até julho de 2022. O …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *