22 outubro 2019, 8:14
Foto: Edvaldo Belitardo

Votação da reforma dos militares é adiada

Foi adiada nesta quarta-feira (9), pela Comissão Especial da Reforma da Previdência dos Militares, a sessão que discutiria e votaria o projeto.

Conforme informações dos técnicos da mesa do Senado, o cancelamento ocorreu porque não houve duas sessões entre o pedido de vista e a votação, como determina o regimento.

O relator Vinícius Carvalho (Republicanos-SP) apresentou, na semana passada, o relatório que propôs que as novas regras se apliquem também a policiais militares e bombeiros. Em relação a elas, caso seja mantida os policiais e bombeiros militares terão a mesma regra para ter os direitos concedidos às Forças Armadas: paridade (ter os mesmos reajustes da ativa) e integralidade (se aposentar com o último salário).

Em relação a próxima votação, ainda não há previsão de quando ela irá ocorrer.

(Jéssica Vitória com informações da Exame)

Veja também

Operação Grand Bazaar investiga fraudes em fundos de pensão

Por determinação do Supremo Tribunal Federal, a Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (21) a Operação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *