23 janeiro 2020, 12:31
Divulgação

Presidente sinaliza que não liberará prêmio a Chico Buarque

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou, na noite desta terça-feira (8), que não deve assinar o diploma de premiação a Chico Buarque, vencedor do Prêmio Camões 2019. O principal troféu literário português concederia ao artista 100 mil euros, o equivalente a R$ 460 mil, divididos entre os dois países

Primeiro, Bolsonaro respondeu aos jornalistas que a decisão era um “segredo” e depois que “tem até 2026 para assinar o documento”, fazendo alusão à reeleição em 2022.

No ano passado, Chico Buarque fez campanha para Fernando Haddad, adversário de Bolsonaro na corrida presidencial. (João Fernandes com Folha de S.Paulo)

Veja também

1917: filme sobre a Primeira Guerra Mundial é favorito do Oscar

Filmado em apenas dois planos-sequência, longa de Sam Mendes chega aos cinemas, premiado e favorito …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *