22 outubro 2019, 7:16
Foto: Divulgação

Desmatador da Amazônia pagará R$ 3mi em reparação ambiental

O fazendeiro atuado pela Advocacia-Geral da União (AGU) terá de pagar R$ 3 milhões de reais para recuperar o local, que é de preservação permanente e de reserva legal. Foi constado o desmatamento de cerca de 694 hectares da Floresta Amazônica no Pará.

A degradação aconteceu na “Fazenda Nega Madalena”, localizada no interior da Gleba Carapanã, no município de São Félix do Xingu (PA). A fazenda já pertenceu aos traficantes Fernandinho Beira-Mar e Leonardo Mendonça. Na ação civil pública proposta contra o infrator ambiental, a AGU pediu, além da indenização, o cancelamento do registro imobiliário e a reintegração definitiva da posse do imóvel ao Incra.

A Advocacia-Geral demonstrou que a suposta aquisição da propriedade aconteceu de forma clandestina, fraudulenta e com o uso de matrícula falsa. Isso foi descoberto após a propriedade ser alvo de apreensão pela Justiça por ser utilizada para o tráfico de drogas.

(Texto: Karine Alencar)

Veja também

Adolescente é flagrado com 2,4 toneladas de droga na MS-156

Durante a Operação Hórus, a PMR (Polícia Militar Rodoviária) apreendeu quase 2.415 toneladas de maconha …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *