2 março 2021, 1:41
Crédito: Wanderson Lara

Evento na UCDB destaca contribuição de cães de trabalho

Para discutir e informar a respeito da inserção de cães de trabalho e suas contribuições com a sociedade, a Universidade Católica Dom Bosco promove o I Simpósio Cães de Trabalho e Relações Interespécies. O evento promete trazer a demonstração de treinamento de cães de trabalho de policiamento, de choque e de busca, tais como os animais de resgate em tragédias, além de palestras e mesas-redondas.

“Queremos informar a população sobre aspectos relacionados à inserção e à convivência com os cães em nossa sociedade discutindo questões como aprendizagem, saúde física e mental, consideradas importantes para que essa convivência entre humanos e cães seja saudável”, destaca a coordenadora do evento, professora Dra. Heloísa Grubits.

Major Fabio e Duke (Foto: Wanderson Lara)

O simpósio, que teve início na manhã desta sexta-feira (20), vai até o fim da tarde de sábado (21), com programações até às 17h. Para participar da programação o investimento é de R$ 60 para acadêmicos e de R$ 120 para profissionais. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3312-3605.

Envio de ‘cães profissionais’ do Estado é tema em evento

Na próxima quinta-feira, após solicitação do estado de Minas Gerais, dois cães de Mato Grosso do Sul serão enviados à Brumadinho, para contribuírem na busca de vítimas soterradas após o desabamento da barragem da Vale, visto que quase todos – se não todos – os cães de busca do país já foram utilizados. A informação é do Major Fabio Pereira de Lima, coordenador do Serviço de Busca e Resgate com Cães do CBMMS, palestrante no evento que acompanhará um dos cães.

Treinados desde o primeiro ano de idade, junto de seus instrutores, Duke (pastor belga) e Cindy (labradora) foram dois dos quatro animais a receberem a certificação nacional com especialidade em busca de restos mortais, após baterias de testes em agosto na cidade de Barra do Garças (MT) junto de outros sete binômios (nome dado a combinação treinador-cão no exercício da busca). Essa certificação é inédita no Estado.

Se engana quem acredita que o cachorro seja apenas uma ferramenta. O Major Fabio, treinador de Duke, acredita que apesar das dificuldades e possíveis perigos que eles venham a passar, o trabalho em conjunto entre ele e cão é nobre e necessário. “Bem como nós bombeiros que precisamos entrar em locais insalubres, nossa finalidade é muito nobre ao assumir o risco junto do nosso cão com o objetivo de encontrar uma vítima e trazer de volta o conforto a família deste ente”.

Primeiro palestrante é militar que atuou em Brumadinho

Esteve presente para a palestra de abertura o Ten. Cel. Walter Parizzoto, do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, que veio para falar um pouco sobre a “Atuação dos Bombeiros Militares e seus Cães na Operação de Resgate em Brumadinho-MG”. O serviço de cães de Santa Catarina é referência na América Latina e atualmente integra a Organização Internacional de Cães de Resgate (IRO, sigla em inglês).

“Os cães são imprescindíveis, nenhuma máquina os substituem nesse ambiente. Então desde o inicio da atividade eles foram utilizados e foram levados os com mais experiencia. Em SC, nós treinamos muito em função do desastre que passamos em 2008 e porque numericamente somos o estado que mais sofre com desastres naturais” afirmou.

Após 62 dois dias atuando, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina já retornaram ao seu estado e até segunda ordem não devem retornar.

Rompimento da Barragem

O rompimento da barragem de Brumadinho (MG) aconteceu em 25 de janeiro de 2019, e até então contabilizou-se 248 mortes e há ainda 22 desaparecidos. O incidente resultou em um dos maiores desastres com rejeitos de mineração no Brasil, atrás do rompimento da barragem em Mariana. As barragens de rejeitos eram geridas pela empresa de mineração Vale. (Texto: Jean Celso)

Veja também

Termina hoje prazo para atualização cadastral na Agehab

Termina nesta segunda-feira (1) o prazo para famílias com renda de até no máximo R$ …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *