6 junho 2020, 0:06
Foto: Reprodução

INSS deve pagar auxílio para vítima de violência doméstica

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deve pagar auxílio para a mulher que pedir afastamento do trabalho devido à violência doméstica. A decisão foi tomada ontem (18) pela sexta turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Segundo a Lei Maria da Penha, a vítima de violência doméstica tem o direito de ficar afastada do trabalho por até seis meses, porém não está definido se o empregador ou o INSS deve continuar pagando o salário durante a manutenção do vínculo trabalhista.

Ainda assim, pelo entendimento do texto, a decisão do STJ justifica o recebimento do benefício. A decisão tomada em um processo específico não é definitiva, mas a tese deve valer para outros casos idênticos que chegarem à sexta turma.

“Assim, a solução mais razoável é a imposição, ao INSS, dos efeitos remuneratórios do afastamento do trabalho, que devem ser supridos pela concessão de verba assistencial substitutiva de salário, na falta de legislação específica para tal”, decidiu o ministro Rogério Schietti Cruz.

Processo específico- O caso específico envolveu uma mulher que recorreu de uma decisão da Justiça de São Paulo que negou pedido de medida protetiva de afastamento do emprego, por entender que a competência para decidir a questão seria da Justiça Trabalhista. Pela decisão do STJ, casos semelhantes devem ser decididos pela Justiça comum. (Jéssica Vitória com informações do Minuto Notícia)

Veja também

Prefeitura vai entregar 30 mil kits merenda aos alunos do Bolsa Família

Por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), a Prefeitura de Campo Grande vai começar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *