17 novembro 2019, 6:02
Foto: Divulgação

Bombeiros de DF ajudarão no combate a incêndio no Pantanal

Com o decreto de situação de emergência, o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul pode solicitar reforços para combater os incêndios florestais do Estado. Até a última terça-feira (17), eram 373 focos de calor no Pantanal e Cerrado. Para dar apoio no combate aos fogos, a partir desta quinta-feira (18), as equipes de trabalho contarão com o apoio do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, que enviou uma aeronave, modelo AT-802F, com autonomia de 4h e capacidade para transportar até 3,1 mil litros de água, e 30 militares para atuarem nas regiões críticas.

Segundo o chefe do Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros do Estado, tenente-coronel Waldemir Moreira, além do avião do 2º Esquadrão de Aviação Operacional do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, eles vieram com um ônibus, caminhão de transporte de tropa e três camionetes.

Ainda conforme o tenente-coronel, foi feito nesta quarta-feira (17) um sobrevoo nas regiões de maior concentração dos focos, com a presença do comandante-geral da corporação, coronel Joílson Alves do Amaral, para definir as estratégias de combate e analisar onde os bombeiros do Distrito Federal atuaram. Ambos sobrevoaram a região para confrontar as coordenadas geográficas dos focos de satélite com a vistoria in loco. O incêndio florestal é muito dinâmico.

Inclusive um posto de comando foi criado em Aquidauana, município distante 125 quilômetros de Campo Grande, inicialmente com duração de 10 dias, podendo ser prorrogado, onde serão copiladas todas as informações para que saia desta base as decisões e o controle dos recursos que estão sendo empregados no combate. O chefe do posto de comando em Aquidauana será o tenente-coronel Hueslei Paulo Silva.

“Por conta da logística necessária para operacionalizar a aeronave, como, por exemplo, o combustível e a água para abastecê-la, o tamanho da pista, nós vamos montamos a base aqui em Aquidauana e ainda por conta que percebemos a existência de vários focos no entorno do município. Então, a partir da estrutura montada neste município, iremos analisando todos os incêndios do entorno”, garantiu Moreira. (Texto: Rafaela Alves)

Veja também

Brasileiros acreditam em fake news de vacinas, diz pesquisa

Dez afirmações falsas recorrentes sobre vacinas foram apresentadas a mais de 2 mil entrevistados nas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *