17 outubro 2019, 21:21
Reprodução/FocinhosUrbanos

Pets também sofrem com calor; confira dicas de vets

O verão ainda nem chegou, mas os termômetros já estão marcando máxima de 39°C. Junto com a onda de calor vem um alerta, nessa época do ano os cães precisam de cuidados especiais, e uma das maiores preocupações é a hipertermia, o aumento da temperatura corporal. O calor e a umidade fazem do verão a estação ideal para as dermatites.

Diferente de nós humanos, os cachorros controlam a temperatura do corpo através da respiração, dessa forma os animais que possuem os focinhos mais curtos precisam de atenção redobrada nessa época do ano. Com o calor a todo vapor é necessários ter alguns cuidados com os pets, orienta a médica veterinária Natielly Dias Chimenes. “Deixar os animais sempre em ambiente fresco, evitar passear nas horas mais quentes do dia, pois pode queimar embaixo das patinhas deles, sempre passear apenas em superfície que é tolerado por uma pessoa descalçada, e fornecer sempre água fresca à vontade para eles, são os cuidados básicos”, orienta.

Toda a troca de calor dos cães é feita através da língua, então em dias muitos quentes o comum é que eles fiquem ofegantes e nesses momentos é preciso ter certos cuidados para evitar problema de saúde nos bichos. Por isso, todo cuidado é pouco para Cuidados com os pets calorão Veterinária dá dicas para amenizar os efeitos das altas temperaturas no manter o bem-estar do pet. Uma dica que a veterinária dá é manter os pelos sempre aparados e passear com ele em horários que o sol não esteja tão forte.

“Os animais que mais sofrem com o calor são as raças de pelo longo, principalmente raças originárias de lugares frios, é necessário ficar atento ao horário de passeio, no calor a incidência solar é muito intensa e a calçada, ou asfalto ficam muito quentes e podem queimar embaixo das patinhas dos cães, então o recomendado é sempre verificar a temperatura do chão antes de passear com os animais” explica.

Estar sempre com a garrafinha de água do cachorro com uma água mais gelada, ou até mesmo oferecer cubos de gelo podem ser alternativas eficazes para o animal se refrescar melhor. “Uma dica para aliviar o calor dos pets é oferecer cubos de gelo para eles ficarem lambendo e sempre ter água fresca”, conclui. Todo cuidado é pouco O calor veio para mostrar que não está de brincadeira, prova disso é o caso registrado pela Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista) da Capital, onde oito cachorros foram encontrados mortos no quintal de uma casa no bairro São Conrado, em Campo Grande. Eles estavam expostos no calor com sensação térmica de 43ºC. A tutora dos animais, uma diarista de 51 anos, foi indiciada por maus tratos e recebeu uma multa de R$ 8 mil. (Texto: Bruna Marques)

Veja também

MS Incrível: quem conhece Estado se apaixona por beleza

Dezembro está chegando e junto com ele as férias de fim de ano. A maioria …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *