21 setembro 2019, 1:26
Foto: AFP

Guaidó é investigado por suposto vínculo com criminosos

A procuradoria venezuelana anunciou nesta sexta-feira (13) a abertura de uma investigação criminal contra Juan Guaidó por sua suposta “conexão” com uma quadrilha colombiana. O grupo, teria o ajudado a sair ilegalmente da Venezuela.

De acordo com a Isto É, a investigação foi aberta após a divulgação de fotos nas quais o líder da oposição aparece com membros da quadrilha.

“Diante das graves evidências, levadas a público (…), em relação ao vínculo do cidadão Juan Guaidó com o grupo narco paramilitar Los Rastrojos, este Ministério Público decidiu abrir uma investigação penal”, anunciou o procurador-geral, Tarek William Saab.

A Fundação Progresar, uma ONG colombiana de direitos humanos que monitora a violência na fronteira, postou no Twitter duas fotos do líder opositor venezuelano com Jhon Jairo Durán, apelidado de “El Costeño”, e Albeiro Lobo Quintero, também conhecido como “El Brother”, membros do Los Rastrojos presos na Colômbia.

A AFP comprovou a autenticidade das fotos, que teriam sido feitas no dia 22 de fevereiro, véspera da fracassada tentativa de entrada na Venezuela da “ajuda humanitária” fornecida pelos Estados Unidos.

Saab, que é próximo ao governo do presidente Nicolás Maduro, já abriu vários processos contra Guaidó, líder do Parlamento, autoproclamado presidente interino da Venezuela e reconhecido no cargo por mais de 50 países.

O governo de Nicolás Maduro acusa Guaidó de ter sido protegido por esses criminosos ao atravessar a fronteira em fevereiro, violando a proibição de deixar o país imposto após se autoproclamar presidente interino. (Com informações da IstoÉ)

Veja também

Greve Global pelo Clima deve levar milhões às ruas

Uma greve global pelo clima começou nesta sexta-feira (20) em mais de 130 países. O …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *