17 fevereiro 2020, 14:35
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Governo tem nova proposta para ‘Minha Casa Minha vida’

O ministro de Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto afirmou nesta sexta-feira (13) que o programa Minha Casa Minha Vida “não deixará de existir, mas será repaginado”. De acordo com o ministro, a nova proposta do programa será entregue ao presidente Jair Bolsonaro até o final de novembro e deverá ser anunciada em dezembro.

Dentre as ideias adiantadas por Canuto está a de reduzir o patamar atual da faixa 1, passando de R$ 1,8 mil para R$ 1,2 mil ou R$ 1,4 mil. Outra resolução seria “alocar recursos onde mais se precisa e para quem mais precisa”, disse o ministro a jornalistas.

De acordo com o ministro, há atualmente 222 mil unidades do programa Minha Casa Minha Vida em construção no país, que vão demandar R$ 2,1 bilhões de aportes. Canuto disse que haverá recursos para manter o que está em construção e, provavelmente, construir novas unidades ou retomar as obras que estão paralisadas. (Jéssica Vitória com informações da Istoé)

Veja também

MP da identidade estudantil perde validade

A MP (Medida Provisória) que criou a carteirinha estudantil perdeu a validade no domingo (16) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *