21 setembro 2019, 18:02
Fogo na margem da MS-178 entre Bonito e Bodoquena. (Crédito: Divulgação)

Ibama estima que MS tenha um milhão de hectares em cinzas

Gráfico mostra incidência de queimadas entre 1/8 a 9/9. (Crédito:PREVFOGO)

A prolongada estiagem que atravessa Mato Grosso do Sul já registra que de vegetação destruída seja algo em torno de um milhão de hectares. É o que aponta o relatório da Sala de Situação Integrada, divulgado nesta terça-feira (10) pela Coordenadoria de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul (Cedec/MS).

 

Sem previsão de chuvas para os próximos 15 dias, a Cedec/MS lançou um alerta de onda de calor para todo o Estado e avalia a recomendação de situação de emergência em algumas regiões, cuja medida, decretada pelo município, poderá garantir ajuda financeira do governo federal para combate aos incêndios florestais.

O coordenador da Cedec, tenente-coronel Fábio Catarinelli, informa inclusive que uma situação de emergência pode ter o apoio de aeronaves.

O volume de área acumulada queimada pelo fogo nos últimos 40 dias foi divulgado pelo Ibama (Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), que coordenada o Programa PrevFogo, por meio de um gráfico de estimativa, totalizando 1.027.041,20 hectares.

No período, foram registrados 3.304 focos, sendo a maioria no Pantanal, entre os municípios de Corumbá, Aquidauana e Porto Murtinho. Nas últimas 48 horas, foram 397 focos nesta região. (Texto: Danilo Galvão com informações de Assessoria)

Veja também

Softbank avalia empresas para investimento no Brasil

O principal executivo brasileiro da companhia japonesa SoftBank Group, André Maciel,  afirmou nesta sexta-feira (20), …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *