20 novembro 2019, 0:04
valentin

Refis supera expectativa da prefeitura e bate R$ 31 mi

Bruna Marques

Sabe aquele ditado onde dizem que brasileiro deixa tudo para última hora? No último dia do PPI (Programa de Pagamento Incentivado), ação de renegociação de dívidas da prefeitura não foi diferente, é que até as 14h50 de hoje (10), mais de 2 mil senhas foram distribuídas na Central do IPTU. Com cerca de 60 pessoas disponíveis para atendimento os contribuintes receberam senhas até as seis da tarde e todos que passaram pelo local foram atendidos e conseguiram negociar seus débitos com a prefeitura.

Dona Neuza Alves dos Santos é pensionista e contou que já era para ela ter pago a dívida de quase R$ 9 mil em IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) no mês passado, mas só agora conseguiu se programar. Ela aproveitou para negociar o débito e saiu de lá satisfeita e feliz. “Valeu muito a pena, consegui um desconto muito bom, não lembro de cabeça, mas foi ótimo. Graças a deus terminei meu IPTU, agora estou contente”, comenta sorridente.

Neli Todeschini é funcionaria pública aposentada, ela não estava em Campo Grande e, por isso, deixou para ir até a central de atendimento no último dia e como ouviu de pessoas próximas que os descontos são bons, resolveu enfrentar a fila para resolver a situação da casa de sua mãe. “Eu conversei lá dentro com três pessoas e elas me disseram que a fila está rápida. Aproveitei para vir porque ouvi falar que eles estavam dando descontos muito bons, duas amigas me falaram que vale a pena”, explicou.

A meta inicial da Sefin (Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças), era arrecadar R$ 30 milhões com a negociações, mas até o fechamento da reportagem as expectativas já tinham sido superadas. “Nossa expectativa já foi superada, já arrecadamos R$ 31 milhões, nossa meta era R$ 30 milhões e esperamos ter um valor maior do que isso nesse último dia de negociação”, declarou o secretário da Sefin, Pedro Pedrossian Neto.

Ainda de acordo com o secretário, todo o dinheiro arrecado será destinado para pagar contas e investir nos custeios. “Nós vamos pagar conta, não vai sobrar nenhum real em dinheiro, porque diante de uma inadimplência de 40% do IPTU esse é um recurso que vai apenas mitigar um pouco do problema. Que as pessoas tenham consciência que esse não é um dinheiro extra, é um dinheiro para pagar contas, principalmente para pagar o pessoal ativo, inativo, aposentados, pensionistas e o nosso custeio, hospitais, pagamento da coleta de lixo, medicamentos, merenda escolar, do transporte escolar” finalizou.

Veja também

MS está entre os estados com menor índice de desemprego

Mato Grosso do Sul está entre os estados com menor índice de desemprego, apresentando 7,5%, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *